Grupo 1 – Madeleine

Este post se refere à atividade para o dia 8 de junho.

Atividade 1: Portal WEB da U.I.

Fonte:http://www.empari.com.br/wp-content/uploads/portal-web.jpg

Portal Informativo Biblioteca Comunitária

O objetivo do portal informativo da biblioteca comunitária é possibilitar mais um suporte para interação e acesso à informação da comunidade. Serão disponibilizadas dados sobre a biblioteca, como a missão, os valores, a visão e os objetivos, o quadro de funcionários, formas de contato, e um feedback personalizado. Também estarão disponíveis informações sobre o acervo da biblioteca, nosso catálogo de obras, redes sociais, noticias da comunidade, noticias pertinentes sobre educação, cultura, cursos, eventos do município e eventos  programados pela biblioteca. Com uma aparência inovadora e intuitiva o site irá se estruturar basicamente por um menu Inicio; onde serão apresentadas as noticias e novidades, Biblioteca, onde ficarão as informações da unidade, politicas e serviços; Catalogo, onde ficarão os dados do acervo, os livros digitais disponíveis para download; Fale conosco, as formas de contato e um Chat personalizado. O portal visa ampliar a visibilidade da biblioteca e a interação com a comunidade.

Atividade 2: Softwares Biblioteca

Minibiblio: 

Interface intuitiva, prática e objetiva, apresenta todas as opções de configuração e tarefas na tela inicial. Operações executadas facilmente. As obras cadastradas estão ordenados nas suas respectivas categorias, associadas à figuras.

Biblioteca Fácil: 

Possui uma interface gráfica confortável,  fácil de encontrar às informações. Permite executar várias tarefas ao mesmo tempo, por meio de abas. Categorias bem divididas e intuitivas.

BookDB: 

A interface é simples e pouco intuitiva, todas as categorias apresentam a mesma aparência, foram cometidos vários erros até compreender o funcionamento das operações do software.

BiblioExpress: 

Interface simples e objetiva, utilizada para o gerenciamento de referencias, as tarefas são executadas facilmente, apresenta categorias bem especificas para as referências, apresenta formatações como um documento de texto.

Lista de 20 razões pela qual um cliente deveria comprá-lo

Minibiblio: deveria comprar

 MiniBibliooo.jpg

Biblioteca Fácil 8.0: deveria comprar

MiniBibliooo.jpg

Lista de 20 razões pela qual um cliente não deveria comprá-lo

Biblioexpress: não deveria comprar

MiniBibliooo.jpg

BookDB: não deveria comprar

MiniBibliooo.jpg

Anúncios

Grupo 1 – Madeleine

Este post é referente a atividade do dia 01 de junho  de 2016.

Atividade 1:

No Brasil, a Lei 9610/98 dos direitos autorais não trata especificamente do âmbito digital, porém destaca que “não se pode utilizar, publicar ou reproduzir uma obra sem o consentimento de seu autor” (IAZEN; PINTO; WILDAUER, 2013, p. 210). Sendo assim, a politica de gestão da UI, deve pensar em atitudes que respeitem o direito do autor e o acesso aos usuários. Alguns exemplos de ações que a UI poderia implementar para lidar com os direitos autorais e a propriedade intelectual na WEB .

– Adquirir eBooks por assinatura, tais necessitam de renovações periódicas pela biblioteca com o fornecedor para deter temporariamente a licença de uso obra. Adquirir também eBooks por aquisição perpétua, a biblioteca adquire a obra como um livro físico e possui sua licença de uso.  (SERRA, 2013)

– Desenvolver uma politica de acesso às obras dos repositórios, os ebooks adquiridos deverão possuir acesso restrito na base por um login, para professores, alunos e colaboradores da UI.

– Permitir a leitura online e a leitura off-line através do software reader.

– O empréstimo de ebooks deverá possuir um prazo, sem direito a renovação, onde o conteúdo do livro será automaticamente bloqueado.

– Disponibilizar obras de domínio público gratuitas para download.

– Permitir acesso livre à  obras sujeitas à licença de Creative Commons, publicações Open Access, como produções acadêmicas, teses, artigos, que permitem distribuição, copia e licenciamento, desde que a fonte seja citada. (SERRA, 2013)

Atividade 2: 

Figura 1 – Biblivre

 bib.jpg

Fonte: <http://biblivre.org.br/images/topo/logo.png&gt;.

O Biblivre possui uma interface agradável, pragmática e intuitiva, a pesquisa, o empréstimo, os cadastros e as outras tarefas são encontrados com rapidez e realizados facilmente. Possui exemplos bem explicativos. Não houve problemas na realização de nenhuma tarefa.

Figura 2

 bib.jpg

Fonte: <//pmfi.phlnet.com.br/phl8/phl.jpg>

O PHL não possui um menu muito intuitivo. A interface possui aparência de fórum, não atrativa ao usuário. Apresenta opções de números de classificação e Cutter. Algumas tarefas demandaram muito tempo para serem concluídas. Poderia melhorar o layout e as hierarquias, pois o usuário demora um pouco para se habituar ao software.

Atividade 3: 

Figura 3 –  Cadastro de obra tipo Livro no Biblivre encontrada no catálogo da Biblioteca Nacional  

DIAGRAMA DE ATIVIDADES1.jpg

Fonte: Autor

REFERÊNCIAS

IANZEN,Adriane;WILDAUER, Egon Walter; PINTO, José Simão de Paula. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 18, n. 36, p.203-230, jan./abr., 2013. Disponível em:<https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/viewFile/1518-2924.2013v18n36p203/24519&gt;. Acesso em: 28 maio 2016.

SERRA, Liliana Giusti. Direitos autorais e bibliotecas digitais. Infohome. 2013. Disponível em: <http://www.ofaj.com.br/colunas_conteudo.php?cod=776&gt;. Acesso em: 28 maio 2016.

Equipe 1 – Madeleine

Este post se refere à atividade para o dia 11 de maio.

Funcionalidades

  • Adquirir obra
  • Catalogar obra
  • Cadastrar obra do acervo
  • Emprestar itens
  • Gerar carteirinha usuários

Proposito do teste

Será aplicado um teste de verificação, com o proposito de mensurar a usabilidade das funcionalidades integradas em um software de automação de bibliotecas.

 Equipe interna envolvida

  •  Avaliador especializado em softwares de automação para bibliotecas
  •  Observadores bibliotecários e administradores da UI.

Configuração do ambiente de teste

Ambiente composto por duas salas. Um delas com o computador de teste e uma câmera focada no usuário.  A próxima sala, onde estará o avaliador e os observadores, é composta por um computador para monitoramento, que irá mostrar o que acontece na tela do computador de teste.

Usuários selecionados

  • Bibliotecários atuantes na aquisição, processamento técnico e atendimento ao usuário.

Critérios e métricas de usabilidade 

Aquisição Sim Não
Permite realizar o controle da situação (status) do documento (encomendado, aguardando autorização, aguardando nota fiscal, etc)?    
Permite identificação da modalidade de aquisição (doação, compra, permuta, depósito legal)?    
Permite realizar o controle de datas de recebimento do material adquirido?    
Permite realizar o controle de fornecedores?    
Processamento técnico (catalogação e cadastro da obra)           Sim Não
Controla o registro do material bibliográfico?    
Permite processamento de materiais especiais?    
    Obras raras    
    Periódicos    
Permite importação de dados de catálogos cooperativos on-line?    
Gera etiquetas com código de barras?    
Circulação (empréstimo e carteirinha de usuário) Sim Não
Permite a realização de um cadastro de perfis de usuários?    
Gera um código de barras para cada usuário?    
Possui um sistema de aplicação de multas?    
Possibilita a pesquisa sobre o status do documento (disponível, emprestado, em tratamento)?  

Funcionalidades escolhidas e como elas deverão ser executadas no sistema

  • Adquirir obra – o usuário deve-rá  cotar novos itens, na opção Novas aquisições.
  •  Catalogar obra – utilizar a opção Catalogação, inserir dados no MARC 21.
  •  Cadastrar obra do acervo – utilizar a opção Cadastro exemplar, inserir a quantidade de exemplares, a forma de aquisição, e cadastrar.
  •  Gerar carteirinha usuários – preencher as informações na  opção Cadastro,  e imprimir carteirinha.
  • Emprestar itens – Na opção Empréstimo, inserir o numero de cadastro do usuário, utilizar o leitor de código de barras, e emprestar a obra

Etapas detalhadas do teste

  • Elaboração do roteiro de teste
  • Três tipos de roteiros de teste, aplicado individualmente para o usuário e seu respectivo setor: Aquisição, Processamento Técnico e Circulação
  • Organização das salas
  • Orientar os usuários sobre o teste, as tarefas à serem desempenhadas
  • Posicionar o usuário e iniciar o teste
  • Monitoramento do tempo de cada tarefa, anotações e analises.
  • Encerramento do teste
  • Agradecer ao usuário e dispensá-lo
  • Posicionar o próximo usuário e iniciar o próximo teste

 

 REFERÊNCIAS

CAFE, Lígia; SANTOS, Christophe Dos  and  MACEDO, Flávia. Proposta de um método para escolha de software de automação de bibliotecas. Ci. Inf. [online]. 2001, vol.30, n.2, p.70-79. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ci/v30n2/6213.pdf>. Acesso em: 09 maio 2016.

 

Grupo 1 – Aline Viani Brito

Atividade 1_Etapa 3 – Atividade do dia 11 de Maio de 2016

5 Funcionalidades

Emprestar Itens

Cotar Itens com Fornecedor

Adquirir Obra

Cadastrar Obra no Acervo

Catalogar Obra

Planejamento do teste de usabilidade

– O propósito do teste (o que se quer testar com relação às funcionalidades escolhidas?)

                O teste visa avaliar o processo de atendimento, tratamento e compra da biblioteca estão de acordo coma operacionalidade esperada, além de medir a interação do usuário com o sistema desenvolvido pela biblioteca e a funcionalidade do mesmo.

– A equipe interna envolvida

                A equipe interna envolvida são os profissionais responsáveis pela aquisição, tratamento técnico e atendimento ao usuário (bibliotecários)

 – A configuração do ambiente de teste

                O ambiente do teste será em uma biblioteca escolar, onde participam em uma sala os profissionais do tratamento técnico, numa segunda sala os profissionais responsáveis pela aquisição, em um terceiro ambiente os profissionais que lidam com o atendimento e por fim um questionário direcionado ao público da biblioteca. Podendo ocorrer mutuamente ou não.

– Os usuários selecionados

                Os usuários selecionados são, bibliotecários do tratamento técnico, do atendimento e os profissionais bibliotecários, responsáveis pela aquisição.

– Critérios e métricas de usabilidade

Seleção, Aquisição e Catalogação:

Realiza alimentação e ou atualização de dados on-line?

Permite realizar o controle de datas de recebimento do material adquirido?

Permite realizar o controle de fornecedores?

Gera etiquetas com código de barras?

Gera etiquetas para lombada?

Maturiadade:

Apresenta falhas com frequência?

Recuperabilidade:

Tem processo automático de recuperação?

Possui a funcação backup automático?

Inteligibilidade:

É fácil entender o conceito e a aplicação?

Apreensibilidade:

É fácil de aprender a usar?

Tempo:

O tempo de resposta é satisfatório?

 

– As funcionalidades escolhidas e como elas deverão ser executadas no sistema

                As funcionalidades escolhidas são:

Emprestar Itens – O usuário deve emprestar 5 itens no auto atendimento, onde irá digitar o usuário, efetuar a leitura de código de barrar e digitar a senha. Tem 10 minutos como tempo esperado.

Cotar Itens com Fornecedor – O usuário deve efetuar uma lista de livros a serem comprados e enviar aos fornecedores, aguardando o feedback, obtendo o menor preço para compra. Possui tempo indeterminado para teste (até que todos os fornecedores respondam as informações)

Adquirir Obra – Adquirir a obra implica em ter concluído a etapa de Cotar Itens com Fornecedor e enviar para o setor financeiro para efetuação da compra. Possui tempo indeterminado.

Cadastrar Obra no Acervo – A obra deverá ser conferida com a lista de compras, cadastrada quanto as suas características. Tem como tempo estimado 30 minutos.

Catalogar Obra – O usuário deve tratar tecnicamente a obra, incluir essas informações no cadastro da obra e encaminhar para o atendimento. Tem como tempo estimado 45 minutos.

– As etapas detalhadas do teste

Preparar os computadores

Deixar aberta a aba do Pergamum a ser utilizada

Explicar para o usuário como funcionará o teste

Dar o determinado tempo para o usuário realizar o teste (tempo variável de acordo com a tarefa a ser executada)

O usuário executa a tarefa

É dispensado

Começa a preparação para a próxima turma a fazer o teste

 

Aline Viani Brito

 

Grupo 1 – Denian

Post referente a atividade do dia 27/04

ATIVIDADE 1
Recuros de Software / Aplicações

Automação (Pergamum): tratamento da informação, consulta do acervo, emprestar, devolver, reservar materiais, etc.
Editor de imagens e vetoriais (Corel Draw, Photoshop): criação de folders e flyers de divulgação de novas aquisições, atividades culturais e exposições, panfletos e guias explicativos etc.
Pacote de software de escritório (Office, LibreOffice): gerenciador de dados e informações, planilhas para dados estatísticos, editores de texto para auxiliar nos tramites da unidade de informação.
Navegadores de internet (Google Chrome, Mozilla Firefox)
: acessar e-mails, efetuar consultas externas ao acervo, pesquisar em bases de dados, etc.
Softwares de segurança do sistema: para que a integridade do sistema e dos arquivos não fique comprometida.

Recursos de Hardware / Equipamentos
Microcomputadores para trabalho:
Equipamento de alta capacidade de desempenho, armazenamento e processamento de dados para o tratamento e recuperação da informação.
Terminais de consulta: pesquisa ao acervo e renovação de materiais.
Notebooks: empréstimo local para a comunidade usuária.
Impressoras e scanners: equipamento de impressão e cópia de materiais do acervo.
Datashow: para palestras, capacitações e videoconferências.

Recursos de Dados / Armazenamento
Servidores para bancos de dados:
armazenar todos os arquivos e documentos geridos pela unidade de informação em um único local.
Arquivos correntes: guarda de materiais físicos de cunho administrativo.
Bases de Dados de periódicos: portal de periódicos com assinaturas de revistas científicas nacionais e internacionais.
Repositório de Teses, Dissertações e Monografias de Graduação: armazenar as produções científicas da comunidade acadêmica com acesso mais democrático.
Repositório para obras raras: recuperação de informação e materiais de obras raras em um repositório institucional, acesso à revistas e jornais antigos, livros fora de circulação no mercado etc.

Recursos Humanos / Atores
Bibliotecário: atendimento:
Cadastrar, capacitar, pesquisar e localizar material, informar, etc.
Bibliotecário: processamento técnico: tratar da informação. Indexar, catalogar, classificar.
Bibliotecário: aquisição: responsável pelo crescimento e desbaste do acervo.
Bibliotecário: direção e administração: tomada de decisões e desempenho do papel administrativo, não dispensando a participação dos colaboradores internos.
Comunidade usuária: comunidade para gerar demandas de serviços e produtos na unidade de informação.

Recursos de atendimento / Interface
Interface de busca no acervo:
mecanismo de busca com interface simples e avançada e filtros para maior precisão na recuperação de informação.
Capacitação em bases de dados: para operações de busca em bases de dados, como operadores booleanos e filtros.
Tutoriais de uso da unidade de informação: folders explicativos e objetivos sobre a classificação de assuntos e uso do acervo.
Visitas orientadas: o profissional orienta a comunidade ingressante sobre os serviços e uso de recursos da unidade de informação.
Autoatendimento: para maior autonomia do usuário, que poderá efetuar o empréstimo e devolução de forma mais independente.

Recursos de acessibilidade
Estantes baixas para cadeirantes:
para alcançar o livro na parte superior da estante.
Rampas de acesso: facilitar a entrada do usuário com deficiência física.
Pisos táteis: para usuário com deficiência visual.
Audiolivros/Livros em braile: recursos informacionais para deficientes visuais.
Elevador: para acesso aos deficientes físicos ou com dificuldade de locomoção.

Grupo 1 – Aline Viani Brito

Esse post é referente a atividade do dia 27 de Abril de 2016. 

Exemplificar no mínimo 5 situações de aplicação de usabilidade (dizer como seria feito) para cada uma das dimensões abaixo, num contexto de uma U.I.:

O cenário pensado para as aplicações de usabilidade foi uma biblioteca pública.

Fonte: (http://www.gruportk.com.br/upload/pages/image/p_usabilidade2.jpg)

 -Recursos de Software / Aplicações

Automação (Bibilivre) – O Software Bibilivre irá armazenar todas as informações de acervo, dados de empréstimo e consulta da biblioteca. Será instalado em todos os computadores da unidade de informação.

Bibilivre

Fonte: (http://www.sistemas.ro.gov.br/data/uploads/2013/09/banner_bblivre1.png)

Navegador (Google Chrome) – O navegador ficará à disposição dos usuários para pesquisa, consulta em bases de dados de acesso aberto, site de notícias, redes sociais e mídias no geral.

Software de processamento de texto e planilhas (Libreofice) – O software livre tem como objetivo ser utilizado pelo usuário que busque ajuda na formatação de trabalhos acadêmicos, produção de planilhas e textos no geral.

Photoshop – O photoshop será inserido como uma atividade extra da biblioteca servirá para capacitação e minicursos. Com objetivo de instruir a comunidade para futuras profissões e trabalhos no geral.

Software de limpeza (Ccleaner) – Com função de não poluir os computadores e notebooks, a cada sessão encerrada o software atuará na limpeza de arquivos não padrão.

Software antivírus (Avast) – O software antivírus faz-se muito necessário devido ao grande e contínuo uso dos computadores, mantendo assim um bom funcionamento e preservação do maquinário.

-Recursos de Hardware / Equipamentos

Computadores – Para o uso da comunidade no geral, com programas para auxílio da navegação e formatação.

Scanner – Para a comunidade no geral, sendo manuseado por um funcionário ou estagiário

Digitalizadora – Para a comunidade no geral, sendo manuseado por um funcionário ou estagiário

Impressora – Para a comunidade no geral, sendo manuseado por um funcionário ou estagiário

Placa de vídeo – Presente nos computadores para auxílio e complementação de uso.

Leitor de código de barras – Para facilitar o empréstimo e devolução feito para os funcionários.

Leitor

Fonte: (http://d2fvaoynuecth8.cloudfront.net/assets/50153/produtos/207/leitor01.jpg)

Notebooks – Disponível para os usuários mediante empréstimo.

-Recursos de Dados / Armazenamento

CD-ROMs/DVDs – Para uso da comunidade no geral

HD- Presente nos computadores

Livros – Para uso da comunidade no geral

Livros

Fonte:(https://aoquadrado.catracalivre.com.br/wp-content/uploads/sites/4/2015/04/Most-Frequently-Challenged-Book-ftr.jpg)

Periódicos – Para uso da comunidade no geral

Mapas – Para uso da comunidade no geral

-Recursos Humanos / Atores

Bibliotecários (processamento técnico) – Atuando na classificação, catalogação e indexação

Bibliotecário (atendimento ao usuário) – Atuando no empréstimo, devolução, capacitação e ajuda no geral

Bibliotecário

Fonte: (https://bibliotecariovirtual.files.wordpress.com/2011/10/2011_07_10.jpg)

Estagiários de biblioteconomia – Auxilio aos bibliotecários de atendimento e processamento

Seguranças – Atuando no hall da biblioteca

Serviços gerais – Atuando nos serviços necessários

Técnico de informática – Atuando no auxilio as programações da biblioteca e problemas no software.

– Recursos de Atendimento / Interface com o Usuário

Interface de busca no acervo  – Interface para fácil acesso do usuário com o acervo.

Interface de busca em bases de dados – Recurso a ser explorado nas capacitações e minicursos, além do público que já saiba os mecanismos de pesquisa.

Capacitação em bases de dados – Visando o auxílio das atividades escolares e de ensino superior.

Tutoriais para navegação e pesquisa – Para instruir o usuário a pesquisar e encontrar o que procura.

Máquinas de autoatendimento – Com o objetivo de proporcionar autonomia para o usuário.

Autoatendimento

Fonte:(https://autoatendimento.files.wordpress.com/2013/04/autoatendimento-web-3.jpg?w=424&h=282)

Painéis informacionais – Indicando atividades futuras, propagandas, localização das estantes e etc.

 – Recursos de Acessibilidade

Scanner de mesa com tradução em braile – Para leitura simultânea para cegos.

Scanner

Fonte: (http://www.civiam.com.br/civiam/media/catalog/product/cache/1/image/300×300/17f82f742ffe127f42dca9de82fb58b1/s/c/scanner_com_voz.jpg)

Piso tátil – Para localização de cegos

Elevador – Para cadeirantes, idosos e usuários com deficiências no geral.

Audiolivros – Para usuários cegos, mudos e parte da comunidade

Acervo em braile – Para usuários cegos

Ampliadores de tela – Para usuários com baixa visão

 

Aline Viani Brito 

Grupo 2 – Emmanuel

TAREFA DIA 13/04/2016

ATIVIDADE1
SOFTWARE
datauri-file
AntiPlagiarist 
SophiA – gerenciamento  bibliotecas
sophia
prima
Prima – acervos não bibliográficos
Software Fácil 7 – gerenciamento  bibliotecas
facil
open
Openbook – converte  texto escaneado em texto eletrônico para ler pelo sintetizador de voz ou converter em MP3
  personal
Personal Home Library administração coleções/serviços bibliotecários /centros informações.
 kde
KDE (gráficos)
 pergamum
Pergamum – gerenciamento  bibliotecas
 office
Microsoft Office – editor 
 download (2)
Software Libre Office – editor gratuíto
HARDWARES
pc
PC
 modem
Modem
 terminal
Terminal  consulta  dados
 download (3)
Teclado/mouse
 scanner
 Scanner
 datauri-file (1)
 Digitalizadora
 usb
Mémoria USB
 download (4)
 Disco externo
 8631956_1GG
Leitor ótico
 images (3)
Camêra Fotográfica
RECURSOS  DADOS 
CAPA
objeto em nuvem
conteúdo em site
desktop2
Arquivamento em pastas
Banco de dados
Base de dados
images (7)
Dispositivos de disco que estão conectados por SAN ou conectados à rede
Dispositivos de fita físicos 
download (1)
Dispositivos de fita virtuais
Roteando/armazenando conteúdo corporativo com base metadados
images (1)
SGBD


RECURSOS HUMANOS 
Bibliotecário                                                      download (5)
 Auxiliar Biblioteca no atendimento
 Auxiliar Biblioteca tratamento técnico         download (6)
 Professor
 Pesquisador
 Aluno universitário            images (4)
Aluno ensino médio
Aluno ensino fundamental                                                       images (5)
 Comunidade em geral
 Pessoas deficientes          images (6)
RECURSO ATENDIMENTO
img-7494218e.png.resized
Texto               
d-menu
 Menu 
 Janelas
 Multitarefa
 Interface gráfica do utilizador
download (7)
 Interface WEB do utilizador
 Interface de linha de comando
 Interface tátil
2014_08_25_53fb021df00da
Interface de rede
 Interface de programação

RECURSOS DE  ACESSIBILIDADE

Repositório Digital

repositório

Livros  Braile

braile

Possibilidade de renovação de serviços online

image2

Empréstimo de Lupas

images

Audiolivros

download

cabines estudo individuais/grupais

images (1)

Libras no atendimento

libras

 

Wi-fi

images

Acesso Bases de Dados

images (2)

Elevador

download (1)

 

 

ATIVIDADE2

E os anos se passaram e lá está Morgan trabalhando em uma Unidade de Informação – Biblioteca Universitária da Bazargada depois de ter cursado biblioteconomia. Durante o curso Morgan desenvolveu e aprofundou várias temáticas, as quais pretende aplicar no seu local de trabalho. Primeiramente para gerir e criar um sistema informatizado em sua unidade de informação verificou que se faz necessários recursos de todos os tipos, tais como: recursos humanos (atores), hardware (equipamentos), software (aplicativos), dados (armazenamento), de interface com seus usuários (atendimento) e recursos de acessibilidade. Na criação do sistema, Morgan evidenciou que certos requisitos seriam necessários, ele efetuou um levantamento das tarefas e fez um fluxo das mesmas, verificando o que era indispensável, o que seria ideal, bem como aquelas para informatizar sua unidade de informação, quais sejam:

Essenciais:

Atender  usuário

Emprestar

Efetuar procedimentos técnicos

Recuperar informação

Controlar  acervo

Desejáveis:

Qualificação Profissional

Oferecer Acesso Livre

Oferecer Lazer

Oferecer Inclusão Digital

Avaliar unidade informação por feedbacks

Necessidades de Informatização:

Fornecer equipamentos  apropriados  usuários

Aprimorar interface  usuários

Propiciar feedback utilizando informações sites, buscas

Agilizar processos de atendimento

Uniformizar o acesso a informação

 

ATIVIDADE3

Universitários, Professores, Estudantes do ensino fundamental e médio, bem como Pesquisadores são tipos de Usuários;

O Auxiliar do Bibliotecário como o Bibliotecário de Atendimento são tipos de Atendentes da Biblioteca;

O Bibliotecário de Procedimentos Técnicos efetua procedimentos técnicos – sempre que o bibliotecário de procedimentos efetuar funções do tipo classificar, catalogar e indexar ele estará fazendo uma função de procedimento técnico. Uma operação que eventualmente o Bibliotecário de procedimento técnico pode fazer é Emprestrar livros do acervo

Para Acessar a Base de Dados o usuário deverá Autenticar sua senha.

Nem sempre que o usuário Emprestar um Periódico do acervo vai ter que pagar multa.

Estudo de uso