Grupo 5_Maristela couto rosa

 

 

Post refere-se Etapa 4 – Atividade 3

 

images (1).jpg

 

1. Como integrar ferramentas colaborativas em sistemas já existentes em unidades de informação?

Sistemas Colaborativos são ferramentas de software utilizadas em redes de computadores para facilitar a execução de trabalhos em grupos. Oferecer ao usuários formas de interação, facilitando o controle, a coordenação, a colaboração e a comunicação entre as partes envolvidas que compõem o grupo, ao mesmo local.

Na  unidade de informação estas ferramentas irão ajudar os usuários que estão em grupo ou um encontro em  locais  diferentes.

Facilitando controle, coordenação, a colaboração e a comunicação entre as partes envolvidas que compõem o grupo, tanto no mesmo local, como em locais geograficamente diferentes e que as formas de interação aconteçam tanto ao mesmo tempo ou em tempos diferentes.” (CAMARGO, KHOURI, GIAROLA, 2005).em uma unidade de informação estas ferramentas vai ajudar tanto em grupo  ou em  outros  locais que os usuários estejam.

Que tipo de serviços inovadores para unidades de informação podem ser gerados com este tipo de ferramenta?

 

Skype

Skype, é um software que possibilita comunicações de voz e vídeo via Internet, permitindo a chamada gratuita entre usuários em qualquer parte do mundo. Podendo ser utilizado como grupo ou individual para realizar videoconferências e também é um serviço online e rápido o que agiliza a troca de informações entre os usuários.

 

CRVYl.jpg

O Google Docs é um sistema em Cloud que permite, criar, editar, salvar, exportar e importar, documentos tais como, texto, apresentações, folhas de cálculo, formulários, desenho, e tabelas . Embora seja um sistema na nuvem. Facilita comunicação entre usuários em unidade de informação e também não tem o risco de perder o documento. E a facilidade deste sistema é que você pode convidar as pessoas para editar, ou seja, além de ágil, é seguro também.

 

 

 

download.jpg

BusyFlow,  é uma ferramenta permite que a equipe remota agrupe arquivos e aplicações de diferentes plataformas em um único ambiente digital. Entre as plataformas suportadas por ela estão o Google Docs, Dropbox e Pivotal.

Referência

Referência: NEGOCIO, Vivo Destino. Ferramenta colaborativa: conheça 4 opções para equipes remotas: empreendedorismo. 2015. Disponível em: <http://destinonegocio.com/br/gestao/ferramenta-colaborativa-conheca-4-opcoes-para-equipes-remotas/&gt;. Acesso em: 20 jun. 2016

BORDA, Gimar Luiz de. Sistema colaborativo. 20132. Disponível em: <http://docplayer.com.br/1087721-Sistemas-colaborativos.html&gt;. Acesso em: 20 jun. 2016.

DUTRA, Moisés Lima. Usabilidade. Florianópolis, 2016.

Grupo 5-Maristela couto rosa

  Este post se refere a etapa 4 -atividade 2 de 15/06/2016.

 

 Crime cibernético e segurança da informação.

 

Podo ocorrer de várias formas em qualquer hora ou lugar. Os criminosos usam métodos diferentes dependendo do seu objetivo e conhecimento.

Cyber security concept

Normalmente ocorre como assedio virtual, acesso não autorizado, roubo de senha e informação e invasão de privacidade. As vítimas variam de crime para crime, pois para cada crime as vítimas são especificas. Ocorrem via malwares, engenharia social, ataques  de ódio, trojan entre outros.para  se cercar e ficarem atento os usuários devem  investir  em anti- vírus  e anti- spywares,não colocar  informações sem antes  verificar  a proteção do site ,  ter anti-vírus  com módulo para internet, verificar autenticidade e confidencialidade.

SISTEMAS BIOMÉTRICOS e CRIPTOGRAFIA DA INFORMAÇÃO.

Biometria

touch_id_1sistema biometricos

Biometria e um sistema   de identificação   que utiliza as características físicas do usuário para autenticar a sua identidade. É um sistema universal e exclusivo pois todos tem sua biometria e ela é única, não pode ser transferida ou esquecida. Pode recolher informações através de impressão digital, retina, termografia e/ou voz.

 

Criptografiaimages

 

Criptografia é uma técnica  utilizada para proteger a informação   somente seu emissor pode ter acesso as informações, seus  objetivos e que  terceiro  não tenho acesso. Atualmente e um modo cem por cento seguro e protegido                                                                                      contra fraudes e invasão de privacidade .

 

Política de controle físico e lógico.

Controle Físico

  •  identificação com crachá, para saber se é visitante ou funcionário;
  • equipamentos para detectar  metais;Segurança-do-Usuário-é-Uma-Política-do-Google-AdWords-Criada-Para-Proteger-Internautas-de-Anúncios-Ilegais-e-Duvidosos-300x230
  • armário para colocar os pertences;
  • deixar crachás visíveis para facilitar a identificação;
  • ao sair  no caso de visitante deixar o crachá na recepção;
  • Terá uma equipe de segurança e câmeras;
  • Manter as janelas sempre fechadas.

Controle lógico

  • cada pessoa terá usuário e senha especifico para sua atividade;
  • os acesso serão limitados, apenas terá acesso aquilo que necessita;
  • para acessar a internet e os computadores os usuários irão controle-de-acesso-fsico-e-lgico-1-638ter que realizar login;
  • no caso de visitante será fornecido uma senha temporária que terá acesso somente ao conteúdo desejado;
  • Terá uma equipe de TI para manutenção dos softwares e para cuidar da segurança virtual;
  • Anti-vírus pago e atualizado;
  • Serão feito testes para verificar a vulnerabilidade do sistema, como tentativa de invasão.

 

Referência

BRASIL. TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Boas práticas em segurança da informação. 2. ed. Brasília: TCU, 2007.

Symantec by, crime cibernético.Disponivel em:http://br.norton.com/cybercrime-definition:Acesso em 13 de Junho.

Centro universitario ,projeto de redes.Auditoria e Análise de Segurança da Informação. Disponível :http://www.projetoderedes.com.br/aulas/ugb_auditoria_e_analise/ugb_apoio_auditoria_e_analise_de_segurança_aula_02.pdf.Acesso em 13 de Junho de 2016.

DUTRA, Moisés Lima. Crimes Ciberneticos. Florianopolis: Slide, 2016. , color.

Grupo 5 – Maristela Couto Rosa

 

Etapa 4 – Atividade 1 08/06/2016

 

Portal da web da U.I

Teria como objetivo atender as necessidades dos usuários, realizando pesquisas, ouvindo cada um para realizar um levantamento do que é mais solicitado, para criar um portal para informações e suporte em que o usuário possa estar confortável em acessar com segurança e também que as informações que nele contém aborde o tipo de usuário que irá acessá-lo.

Atividade 2 

 

Biblioteca Fácil.

E um programa fácil de usar. Realiza várias funções, possui interface intuitiva com isso facilita na hora da escolha do programa.

BookDB

BookDB

É um software em inglês, mas tem a possibilidade de fazer alteração do idioma, mas quando você troca o idioma mas acaba voltando para o ingleses.

Minibiblio

mini biblio

O Minibiblio é um software livre, seu objetivo é o Cadastro de livros, revistas, manuais, vídeos, músicas e dados.

BiblioExpress.

biblio express

BiblioExpress é projetado para ser uma ferramenta bibliográfica simples para pesquisadores e estudantes.

 

Razões para comprar ou não os softwares

 

 

biblioteca_grande Biblioteca Fácil

20 Razões para comprar

1 Possui uma interface de busca simples
2 Fácil de utilização
3 Possui treinamento
4 Permite a geração de catálogo
5 Fornece manual
6 É fácil de instalar
7 Possui verificador gramatical e ortográfico
8 Permite que as alterações feitas sejam registradas
9 Possui  backup automático
10 Seguro
11 Fácil modificação
12 É fácil adaptar este sistema a outros ambientes operacionais
13 Fornece suporte
14 Tamanho do texto é bom
15 Tem upgrade de versão
16 Possui ajuda on-line
17 E gratuito
18 Boa navegabilidade
19 Possui aplicação de multas
20 Permite cadastro de perfis de usuários

 

 

minibiblio Mini Biblio

                       20 Razões para comprar

1 E gratuito
2 Fácil de utilização
3 Atende unidade de pequeno porte
4 É fácil aprender a usar
5 Tem manual
6 É fácil de instalar
7 Cria Login
8 Oferece backup
9 Tem tutorial
10 Fornece suporte via e-mail
11 Devolução de material
12 HISTÓRICO DE LOCAÇÕES
13 CADASTRO DE LOCATÁRIO
14 Tamanho do texto é bom
15 Ícones funcionais
16 Exporta dados e importa
17 Fornece controle de empréstimo
18 Boa navegabilidade
19 Editar aparências
20 Fornece segurança

 

snipBookDBBookDB

        20 Razões para não comprar

1 Interface simplória
2 Navegabilidade muito ruim
3 Não há possibilidade de mudar o layout
4 Apresenta falhas
5 As operações são confusas
6 Usabilidade nenhuma
7 Na opção de ajuda e muito fraca
8 Não oferece informações sobre o acervo
9 A fonte do texto é ruim
10 Não fornece segurança
11 Nem todos os texto fornece tradução
12 Idioma inglês
13 Operação de difícil compreensão
14 Não tem tutorial
15 Não há garantia de segurança
16 Não possibilita portabilidade para outro sistema
17 Não é intuitivo
18 Grande dificuldade para realizar pesquisa
19 Não está claro sobre importação e exportação
20 Nem todo o texto e traduzido

biblio-express Biblioexpress

20 Razões para não comprar

1 Interface simplória
2 Somente em inglês
3 Não tem campo de configurações
4 Não tem manual de instruções
5 Navegabilidade é confusa
6 Não tem muita usabilidade
7 Escasso de funcionalidades
8 Tem menu de comandos porém em inglês
9 Tem gerenciador de referência escasso
10 Sem cadastros
11 Suporte somente via email
12 Pouca segurança
13 Sistema de visualização sem nenhum atrativo
14 Precisa ser extraído para ser instalado
15 Sua interface não permite alterações
16 Aparência não muito agradável
17 Não realiza backup
18 Software simplório
19 Modo de pesquisa sem filtros
20 Não fornece criação de usuário

 

Referências

MTG SOFTWARES. Gerências de bibliotecas: Biblioteca Fácil. [S.l], 2016. Disponível em: <http://mtg.com.br/controle_biblioteca-programa_biblioteca_facil.html>. Acesso em: 7 jun. 2016.

 

 

Grupo 5 – Etapa 3 – Maristela Couto Rosa

Grupo 5

Etapa 3 – Atividade 3 25/05/2016

Como os Direitos Autorais e a Propriedade Intelectual na WEB impactam no planejamento de uma Unidade de Informação?

Os Direitos Autorais e a Propriedade Intelectual na WEB podem impactam no planejamento de uma Unidade de Informação, na utilização de software online, compatibilidade de sistemas e também no desenvolvimento de pesquisas e disponibilidades do acesso.

Exemplos de políticas que uma U.I. deveria implementar para lidar com estas questões.

Responda a esta questão apresentando exemplos de políticas que, na sua opinião, uma U.I. deveria implementar para lidar com estas questões.

  • A Unidade de informação precisa estabelecer uma política na biblioteca informando aos usuários o que pode ser feito download, apresentando um Informativos espalhados pela U.I. sobre os Direitos Autorais e Propriedade Intelectual.

 

Atividade 2

Biblivre

Navegar pelos menus e fazer uma exploração do software, procurando conhecer as funcionalidades essenciais do software.

Efetuar as tarefas seguintes no BIBLIVRE e, ao final, fazer um relato único de todas elas (máximo de 5 linhas)

O biblilivre tem mais facilidade de acesso no menu principal, encontra as funcionalidades essenciais, Layout e intuitivo claro e objetivo, fornece tutorial e vídeo de como usar o software

Cadastrar três usuários

Usuário 1

usuário 1

Usuário 2

usuário 2

Usuário 3

usuário 3

 

Cadastrar uma obra do tipo LIVRO

obra

  1. Cadastrar um fornecedor

fornecedor

  1. Efetuar uma pesquisa.

pesquisa

 

 

Fazer um empréstimo a um dos usuários cadastrados.

empréstimo

 

Gerar carteirinha em pdf para um dos usuários para um determinado período de tempo (por exemplo, de 25/05/2016 a 24/05/201.

carterinha

 

PHL

Utilize livremente o PHL, procurando conhecer as funcionalidades essenciais do software . o Phl na página inicial não é intuitiva e nem fácil de navegar ,pois a cada pesquisa que vai fazer, precisa logar. Novamente para o sistema.

 

Efetue as seguintes operações e relate o que acha importante, que mereça ser destacado.

(Máximo de 5 linhas):

  • Cadastro (obra, leitor e fornecedor) ,

cadastro phl

 

 

Carteira:

carteira phl

Fornecedor:

fornecedor phl

Reserva, empréstimo:

empréstimo phl

renovação e devolução

importação.

importação phl

Exportação

exportação phl

Diagrama de atividade

Escolha uma das funcionalidades essenciais do software Biblivre ou do software PHL e mostre o fluxo interno de suas tarefas, através de um Diagrama de Atividades. Este diagrama deverá conter:

1 – Entrar no Sistema

2 – Pesquisar Obra

3 – Verificar se está disponível

3.1 – Se estiver disponível, anotar o nº de chamada

3.2 – Se não estiver disponível, retornar a pesquisa

4 – Ir até a estante

5 – Procurar pela obra

6 – Retirar da estante / Verificar nº de chamada

7 – Passar no balcão

8 – Identificar usuário

9 – Passar obra na máquina de auto atendimento

10 – Aguardar comprovante de empréstimo

11 – Finalizar empréstimo

diagrama de atividade etapa 3

 

No mínimo 12 tarefas/atividades • No mínimo 1 ponto de controle • No mínimo 1 barra de sincronização • No mínimo 3 estados finais.

 

 

VITORINO, Elizete Vieira. Educação a distância (EaD) na percepção dos alunos. Itajaí, SC: UNIVALI Ed., 2006. 142,[1]p., il., 20 cm. Bibliografia: p. 133-[143]. ISBN 8576960109 (broch.).
Localização: Obras Gerais – II-447,2,38

Grupo 5 -Etapa 3-Líder-Maris tela couto rosa

Este Post   refere se à etapa 3 do projeto de informatização de –líder da Etapa Maristela couto rosa -01/062016

Setor definido: Brinquedoteca hora do conto

Subsistemas

1- Verificar cadastro
2- Restauração de brinquedos

3- Reservas
4- Constar Histórias
5- Selecionar livro
6- Realizar interação com os usuários
7- Assimilar usuário com o conteúdo

sistema e subsistema

Diagrama de casos de uso

Atores

  • Bibliotecário
  • Bibliotecário Auxiliar
  • Bibliotecário Contador de História
  • Bibliotecário Gestor
  • Usuário

Funcionalidades Essenciais

  • Atender usuário
  • Gerenciar brinquedoteca
  • Adquirir novos brinquedos
  • Adquirir Livros
  • Realizar contação de história

Funcionalidades Desejáveis

  • Realizar campeonatos de xadrez
  • Realizar visitas programada
  • Realizar cotação de história via internet
  • Realizar empréstimos entre brinquedotecas
  • Realizar empréstimo de jogos

diagrama de casos de uso

Diagrama de Atividades

Funcionalidade Essencial: Atender o usuário.

  • Estar atento e à disposição do usuário;
  • Receber o usuário
  • Atender o usuário
  • Verificar cadastro do usuário
  • Não Possui Cadastro: Realizar o cadastro do usuário;

Pedir dados do usuário;

Inserir dados do usuário no sistema;

Confirmar dados do usuário;

Salvar dados do usuário no sistema;

Concluir cadastro do usuário;

Atender o pedido solicitado do usuário;

  • Possui Cadastro
  • Atender o pedido solicitado pelo usuário
  • Pedido de reserva:

Reservar o tabuleiro de xadrez

  • Pedido para uso do local:

Pesquisar brinquedo solicitado pelo usuário;

Buscar brinquedo;

Entregar o brinquedo.

diagrama de atividade

 

Relatório do líder referente a etapa 3 do projeto de informatização:

Referente a terceira etapa deste projetos, nossas considerações finais são:

Nesta etapa nosso grupo não teve muita dificuldade para realizar a tarefa, foi desenvolvida bem, porém todos os atividades foram um tanto quanto extensos.

Como na segunda etapa do projeto, todos os membros da equipe 5 tiveram boa adaptação, sem problemas ou dificuldades para realizar as atividades destinadas.

Quando um membro apresenta dificuldades para realizar alguma determinada tarefa, a equipe se envolve e da auxilio, guiando este membro para realizar sua atividade o mais fácil possível.

 

Grupo-Maristela couto rosa

Este post se refere a Etapa 3 Atividade 2-25/05/2016

 

         Atividade e subtarefas

Software / Aplicações

Tarefa: fazer empréstimo para o usuário

Subtarefa: inserir senha

Ir para opção do empréstimo

Verificar se a obra está disponível

Verificar se usuário está cadastrado

Cadastrar usuário

Solicitar dados do usuário

Verificar dados

Inserir dados do usuário

Gravar dador

Finalizar cadastro

Cadastrar empréstimo

Finalizar empréstimo

Hardware / Equipamentos

Tarefa: Fax

Subtarefa: Inserir documento no fax

Ligar para destinatário

Solicitar sinal de fax

Enviar documento

Confirmar se destinatário recebeu o documento

Atender o fax

Emitir sinal de fax

Receber documento

Confirmar recebimento

Conferir dados

Repassar o documento

Dados / Armazenamento

Tarefa: Nuvem

Subtarefa:Acessar plataforma de dados

Inserir usuário e senha

Criar pasta para arquivo

Renomear pasta

Selecionar um arquivo

Inserir anexo

Fazer o upload

Renomear arquivo

Mover para pasta criada

Fazer logoff

 

Recursos Humanos / Atores

Tarefa: Usuário

Subtarefa: Realizar login no sistema

Pesquisar obra

Localizar obra no acervo

Verificar se a obra está disponível

Reservar obra

Verificar para quando estará disponível

Retornar para buscar obra

Retirar obra

Ler a obra

Fazer a devolução

Recolocar no arquivo

Atendimento / Interface com o Usuário

Tarefa: Serviço de referência

Subtarefa: Selecionar obra

Pesquisar obra

Verificar disponibilidade

Localizar obra no acervo

 

Fazer login no sistema

Verificar cadastro

Solicitar empréstimo

Preencher os dados da obra

Finalizar empréstimo

Acessibilidade

Tarefa: Rampa de acesso

Subtarefa: Analisar ambiente

Verificar situação do local

Criar projeto da rampa

Fazer orçamento

Ligar para fornecedores

Escolher o orçamento

Negociar com o fornecedor escolhido

Solicitar implantação

Verificar obra

Realizar pagamento

Diagrama de atividade

Escolha uma das tarefas produzidas na Atividade 1 e mostre o fluxo interno de suas subtarefas por meio de um Diagrama de Atividades. Este diagrama deverá conter:

No mínimo 10 tarefas/atividades • No mínimo 1 ponto de controle • No mínimo 1 barra de sincronização • No mínimo 3 estados finais

 

Diagrama de atividade

Referencia.

DUTRA, Moisés Lima. Usabilidade. Florianópolis, 2016.

 

 

Grupo 5_Etapa 3-Maristela couto rosa souza leite.

Grupo 5-Etapa 3 –Maristela couto rosa Souza leite

 

 

Planejamento de Teste de usabilidade

Planeje um teste de usabilidade, que descreva:  O propósito do teste (o que se quer testar com relação às funcionalidades escolhidas?)

Será um teste de verificação, para verificar se os usuários estão se adaptando e se estão satisfeitos com o software atual.

 

A equipe interna envolvida

1 – Elaborador

1 – Observador

 

Ambiente do teste:

1 – Sala com: 3 computadores com web cam, acesso à internet e software específico, telefone e impressora e um acervo. Com vidro espelhado para observação e 2 câmeras.

1 – Sala para observação com: 1 computador com acesso as câmeras, com visualização para sala de teste.

 

timage004

Os usuários selecionados

1 – Bibliotecário

1 – Assistente administrativo

1 – Estagiário
Critérios de usabilidade

critérios de usabilidade

Méritos

Tempo para realização das tarefas

Tempo inativo

Dificuldades na realização

Quantidade de tentativas

 

  As funcionalidades escolhidas e como elas deverão ser executadas no sistema:

·      Cotar Itens com fornecedor – verificar no sistema os itens em falta, realizar contato com fornecedor, listar itens e solicitar orçamento.

·      Adquirir obra – verificar no sistema obras que estão sendo solicitadas por usuários, fazer um levantamento das mais solicitadas e necessárias, fazer a verificação de doações ou trocas, se não tiver, realizar compra.

·      Cadastrar obra no acervo – colocar no sistema todas as informações necessárias da obra.

·      Catalogar obra – gerar a etiquete com código de barras do sistema, localizar seu lugar e arquivá-lo

·      Gerar carteirinha Usuários – verificar cadastros de usuários novos, gerar carteirinha e código de barras pelo sistema.

 

As etapas detalhadas do teste.

As salas serão preparadas de acordo com o necessário, o elaborador do teste passará um roteiro para os usuários no qual constará quais as tarefas que precisam realizar e quantas vezes, explicará e tirará dúvidas caso haja e ficara na mesma sala que os usuários. Os usuários irão realizar tais tarefas como uma rotina normal, todos seguindo o roteiro que o elaborador lhes passou. O observador ficará em outra sala com acesso as câmeras e anotará todo comportamento de cada usuário, desde dificuldades com o acesso ao sistema, se tem algum problema com sua interface, quais as dificuldades levando em conta os critérios e méritos de usabilidade.

 

A primeira atividade da segunda etapa foi realizada indevidamente, não foi informada nenhuma dificuldade pelos integrante do grupo.

Já na segunda etapa, em geral, houve uma maior dificuldades em relação à atividade modelagem de sistemas e subsistemas.

Nessa segunda etapa o grupo esteve mais entrosado, prestativo e interagindo mais.

Na terceira Etapa o trabalho foi discutido em grupo na sala de aula, e feito individualmente. Houve um pouco de dificuldade pelos integrante do grupo.

 

Referência

DUTRA, Moisés Lima. Usabilidade. Florianópolis, 2016.

CAFE, Lígia; SANTOS, Christophe Dos and MACEDO, Flávia. Proposta de um método para escolha de software de automação de bibliotecas. Ci. Inf. [online]. 2001, vol.30, Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ci/v30n2/6213.pdf>. Acesso em: 08maio 2016.