GRUPO 01 – Silma Terra

Post referente a atividade 03 da etapa 04   –  dia 22/06/2016

vanessa01

Ferramentas colaborativas, o romper fronteiras

O uso das ferramentas colaborativas proporciona a descentralização do ambiente físico da organização, por meio da utilização das plataformas que dinamiza os serviços e produtos, agregando valor ao trabalho, e ainda, potencializa o poder de disseminar informação.  As ferramentas colaborativas são softwares que auxiliam no desenvolvimento de tarefas realizadas por um grupo, o qual busca, por meio do trabalho coletivo, cumprir um projeto ou um objetivo em comum.  Ao trazer para realidade de uma UI como uma biblioteca, o bibliotecário deve estar apto a dominar as ferramentas disponíveis para a recuperação da informação. De acordo com Silva (2005), o bibliotecário de referência é o profissional apto a orientar os usuários na navegação pelo ambiente virtual ligando-o as fontes de informação para recuperação e uso adequado das informações provenientes destas fontes.colaborativashow Estas ferramentas devem ser periodicamente avaliadas pelos bibliotecários e validadas por seus usuários com o intuito de verificar sua pertinência e relevância. Integrar os softwares específicos para bibliotecas como o Pergamum à ferramentas colaborativas, como Facebook, Instagram, YouTube, Skype os mais conhecidos e utilizados, irá proporcionar compartilhamento atendendo as necessidades peculiares de cada um. As pessoas precisam e utilizam informação durante a maior parte de suas vidas, nos mais variados assuntos, em todas as faixas etárias, para as mais variadas finalidades, desde informações visando à melhoria da qualidade de vida, a garantia de emprego, o sucesso profissional, o lazer e a cultura, o progresso da ciência, o aprimoramento dos processos produtivos, a segurança nacional, dentre outros motivos. O outro grande benefício obtido ao se adotar as ferramentas colaborativas é o fato de que elas podem ser facilmente manipuladas por qualquer um e, por isso, são bastante democráticas e estimulantes que permite a interação e o intercâmbio de ideias, a possibilidade de trocar informações e interferir nos processos de construção do conhecimento.

 socialmedia

Inovar para não estagnar

Ao pensar numa ferramenta colaborativa inovadora para uma UI, lanço a ideia da criação de um canal no YouTube,YouTube com vídeos  semanais apresentando as notícias da Biblioteca, como novas aquisições, divulgar cursos de capacitação, tutoriais  sobre navegação no site, passeio virtual pela biblioteca, tutoriais orientando pequenos restauros de livros, apresentação musical como corais, peças de teatro, cinema curtas, contação de histórias, entrevistas com profissionais da área dando dicas sobre a bibliografia do vestibular. No canal a maior preocupação é com a acessibilidade, assim os vídeos teriam descrição dos fatos para os cegos e tradutor da linguagem de Libras. Acervo em audiobooks. Apresentar ao usuário o quanto a biblioteca é um organismo vivo e atuante, levando-a para onde o usuário está e consequentemente o mesmo se sentirá instigado a fazer uma visita presencial e se inteirar mais com este mundo de conhecimento e informação.

Conta-no-SkypeOutro canal de integração biblioteca / usuário seria através do Skype via  chat on line, atendendo o usuário em tempo real, recebendo sugestões, reclamações, dúvidas, dar um pronto atendimento e resposta,  satisfazendo o usuário e sanando sua necessidade.

Referências 22062016

Anúncios

Publicado por

silmaterra

Um ser que quer sempre aprender

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s