Grupo 1 – Aline – Post do Líder

Post referente a atividade do líder da etapa 4 para o dia 22 de Julho de 2015

Atividade 1

Pesquisar e escolher dois exemplos de serviços/funcionalidades inovadores em Portais na Web

a) Apresentar os resultados da pesquisa, justificando suas escolhas

b) Indicar como as duas funcionalidades poderiam ser implementadas numa U.I.

EXEMPLO 1 – Pay With a Tweet 

como-criar-botao_01

Fonte: (http://www.paguecomtweet.com.br/lib/css/img/como-criar-botao_01.jpg)

como-criar-botao_02

Fonte: (http://www.paguecomtweet.com.br/lib/css/img/como-criar-botao_02.jpg)

Pay with a tweet é um serviço que permite um usuário fazer o download de um documento em troca de um tweet ou publicação no Facebook, apesar do retorno financeiro ser nulo, esse mecanismo aumenta a visibilidade da instituição e/ ou criador. Por não envolver recursos financeiros, é um ótimo mecanismo a ser utilizado nas bibliotecas.

Numa UI, pode ser implementado disponibilizando para download  publicações de acesso livre, como teses, dissertações, obras de domínio público, audiobooks de acesso aberto. O usuário terá a opção de ir até a instituição e fazer o empréstimo da obra ou utilizar o serviço, indo no catalogo do site da instituição, selecionando uma obra disponível e clicando no botão Pay with a tweet, após fazer o post, o usuário é direcionado à uma nova tela com o link para o download.

EXEMPLO 2 – YouTube Gaming

youtube

Fonte: (https://gaming.youtube.com/)

YouTube Gaming é uma ferramenta recentemente desenvolvida com total exclusividade para o conteúdo de entretenimento eletrônico, onde os usuários podem pesquisar através de termos indexados somente na área dos jogos, desta forma, o usuário ao digitar a palavra “Call”, aparecerá na sugestão de pesquisa somente jogos que contém este termo, como exemplo, o jogo eletrônico “Call of Duty”, refutando resultados como a música “Call on Me” de Janes Joplin. .

Em uma unidade de informação, esta característica do YouTube Gaming poderia ser aplicada ao software Pergamum, pois grande parte dos usuários não chega até o filtro de pesquisa “Assunto”. Em uma instituição de ensino que possui bibliotecas setoriais, esta ferramente possibilitaria maior precisão na recuperação das informações pertinentes às áreas. Um exemplo seria a busca pelo termo “redes sociais”, este termo pode ser recuperado na área da psicologia, filosofia e sociologia, com esta ferramenta, a pesquisa ficaria diretamente restrita a somente uma das áreas.

Atividade 2

A partir das postagens no blog da disciplina e das apresentações efetuadas por cada um deles, fazer uma análise de desempenho dos outros grupos ao longo do semestre

11111111112222222222222

3.png5

Fonte: (Os Autores)

Os grupos de forma geral evoluíram com o passar das etapas e atividades propostas, podemos notar uma significativa melhora nos posts e nas apresentações orais.

Com relação ao grupo 1, nessa quarta etapa, as atividades fluíram com maior facilidade, os encontros não puderam ser presenciais mas a realização foi possível através do Google Docs e Whatsapp.

 

Grupo 2 – Leandro Grosselli

Post referente à atividade do dia 22/06/2016

 

Como integrar ferramentas colaborativas em sistemas já existentes em unidades de informação?

images

R: Segundo  Marteleto  (2001,  p.72), as redes sociais representam  “[…]  um  conjunto  de  participantes autônomos, unindo ideias e recursos em torno de valores e  interesses  compartilhados”.  O uso das redes sociais é uma ótima forma de integrar ferramentas colaborativas no sistema da Unidade de Informação, dando aos usuários mais praticidade na busca pela informação e para a Unidade uma ferramenta mais abrangente na divulgação das informações, alcançando um maior número de usuários. O Facebook, Instagram  e Google Plus podem ser usados como ferramentas já que muitos usuários dessas Unidades possuem cadastro nessas redes sociais. Poderia ser criado nas Redes Sociais um sistema de interação entre os atendentes da Unidade de Informação e os usuários, usar nas redes sociais hiperlinks que dariam acesso aos usuários à página da Unidade de Informação de forma mais rápida sem precisar pesquisar na Web.

Juntar as redes sociais no sistema da Unidade de Informação ajudaria na análise de satisfação do usuário com os serviços da Unidade de Informação.

 Que tipo de serviços inovadores para unidades de informação podem ser gerados com este tipo de ferramenta?

lista-de-redes-sociais-publicitariadigital

Poderia ser criado no Instagram uma galeria com imagens de livros que o usuário tem interesse em que a Unidade de Informação adquira, abrindo uma interação maior entre usuário e Unidade de Informação, assim fica-se sabendo quais são as necessidades de leitura dos usuários.

No Google criar enquetes para avaliar o nível de satisfação dos usuários para que seja observado quais as necessidades de melhorias que a Unidade de Informação necessita e quais as sugestões dos usuário quanto ao serviço oferecido.

No facebook pode ser criada uma forma de  interação onde haverá  uma janela para uma conversa direta entre Unidade de Informação e Usuário em tempo real, oferecendo ao usuário um serviço que sanaria suas dúvidas.

 

Referências:

MARTELETO,  Regina  Maria.    Análise  de  redes  sociais:  aplicação nos  estudos  de  transferência  da  informação.  Ciência  da  Informação Brasília,  v.  30,  n.  1,  p.  71-81,  jan./abr. 2001. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/ci/v30n1/a09v30n1&gt;. Acesso em: 18 jun. 2016.

OLIVEIRA, Eduarda Bodaneze de; DUTRA, Moisés Lima. Um levantamento sobre do uso de ferramentas da Web 2.0 entre os estudantes da Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 19, n. 39, p. 153-182, abr. 2014. ISSN 1518-2924. Disponível em:<https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2014v19n39p153>. Acesso em: 18 jun. 2016.

Grupo 4 – Jackson

Este post se refere à atividade para o dia 22 de junho.

Ferramentas Colaborativas

Imagem 1 – Ferramentas Colaborativas.

JACKSON

Fonte: (PORTAL DO BIBLIOTECÁRIO, 2015).

Uma maneira de integrar ferramentas colaborativas em sistemas já existentes em Unidades de Informação é dispor na interface do seu website, ícones das mais diversas redes sociais que a instituição possui. A escolha das ferramentas deve ser centrada no usuário. O profissional da informação deve ter conhecimento básico dessas ferramentas para executar trabalhos e disseminar o conteúdo de sua unidade por meio desse mecanismo. Alguns exemplos de ferramentas colaborativas são: Blogs (WordPress, Blogspot), redes sociais (Facebook), microblogs (Twitter, Instagram), sites de compartilhamento de conteúdo (Youtube), Wikis (Wikipédia), entre outros. 

Essas ferramentas colaborativas possibilitam gerar diferentes serviços inovadores para as Unidade de Informação como:

 YouTube

Além de depósito para vídeos instrucionais, o Youtube poderia ser usado para complementar o conteúdo do acervo, utilizando vídeos para acrescentar algum conteúdo disponibilizado e facilitar o entendimento do conteúdo. Também poderia ser usado para disponibilizar tutorias, por exemplo, de serviços online disponíveis no site, como empréstimo.

Além da postagem de vídeos do Youtube (mencionado anteriormente), o Facebook possibilita feed de notícias detalhadas de tudo que acontece na Unidade com as pessoas da sua rede, criação de calendário para criação e divulgação de eventos. Também serve como ferramenta de divulgação de novas aquisições, mostrando detalhes do material (como uma foto da capa do livro, por exemplo) e direcionando a públicos de interesses específicos, já que tem a possibilidade da criação de grupos.

 Facebook
Whatsapp-icon

Por meio do WhatsApp, o usuário pode se comunicar diretamente com o profissional, tirando possíveis dúvidas sobre os serviços e produtos oferecidos pela Unidade, dando críticas e pedindo informações. Por exemplo, o usuário precisa da referência de um livro, o bibliotecário enviaria pelo WhatsApp. 

 

Outra alternativa interessante seria a Unidade de Informação dispor de um serviço onde se o usuário criar tags para descrever ou avaliar uma obra, ele poderá ganhar emblemas e acumulá-los para ter vantagens na unidade de informação. Por dispensar conhecimentos específicos de informática e tecnologia, se torna de fácil utilização. Por ser uma ferramenta totalmente colaborativa, os blogs como, por exemplo, o WordPress, dispensa conhecimentos específicos de informática, se tornado de fácil utilização.

WordPress

REFERÊNCIAS

ICONARCHIVE. WhatsApp. [S.l. : s.n.], c2016. Disponível em: <http://www.iconarchive.com/tag/whatsapp-messenger>. Acesso em: 20 jun. 2016.

ICONFINDER. Social Networks Pro Icons. [S.l. : s.n.], 2016. Disponível em: <https://www.iconfinder.com/iconsets/socialnetworkspro>. Acesso em: 20 jun.. 2016.

PORTAL DO BIBLIOTECÁRIO. Serviço de referência e tecnologias, 14 maio 2015. Disponível em: <http://portaldobibliotecario.com/2015/05/14/servico-de-referencia-e-tecnologias/>. Acesso em: 18 jun. 2016.

 

Grupo 1- Rosane Pinho

Etapa 4 – Atividade 3 15/06/2016

1.Como integrar ferramentas colaborativas em sistemas já existentes em unidades de informação?

As ferramentas colaborativas são softwares que auxiliam no desenvolvimento de tarefas realizadas por um grupo, o qual busca, por meio do trabalho coletivo, cumprir um projeto ou um objetivo em comum. A partir da produção coletiva proporcionada por tais ferramentas, é possível compreender que novas formas de cooperação, construção do conhecimento, inteligência coletiva e atividades de colaboração podem ser potencializadas. O suporte ao trabalho em grupo acontece na superação de limitações geográficas e temporais, de modo que o partilhar de informações possa ocorrer a qualquer tempo e lugar, dinamizando o processo de tomada de decisões. Em geral, essas ferramentas permitem a comunicação através de chat, vídeo, áudio-conferência, ou uma combinação desses recursos. Como apoio à produção coletiva, algumas ferramentas oferecem ainda possibilidades de interação por meio de funcionalidades de texto, quadro branco, diagramas, desenhos ou apresentações. A seguir, algumas ferramentas colaborativas. 

Ferramentas de comunicaçãoÁudio e Videoconferência – Skype, ICQ.

Ferramentas de escritaGoogle Docs, Wikispace, Twiki,

Ferramentas de gruposGoogle grupos, Yahoo grupos, Windowslive.

Ferramentas de publicação de áudio e vídeoGoogle vídeo, Youtube, Teachertube,

O Prezi é uma ferramenta de apresentação que usa a Web como plataforma e permite a construção colaborativa. É interessante como ferramenta de reunião da equipe.

O Google Docs (http://docs.google.com) permite a interação e o intercâmbio de ideias, a possibilidade de trocar informações, interferir nos processos de construção do conhecimento e um cenário de coparticipação e coautoria. A suíte de aplicativos do Google Docs proporciona recursos de colaboração avançados. Projetada para compartilhar arquivos e fazer produções em equipe, a suíte funciona inteiramente no ambiente virtual em tempo real. No editor de textos é possível ver as colaborações dos editores, que compartilham com várias pessoas a produção de um mesmo documento. Em paralelo, outros recursos apoiam a comunicação e a interação do grupo, como a bate-papo, ou ainda, o espaço colaborativo para desenhos e ilustrações, entre outros.

2.Que tipo de serviços inovadores para unidades de informação podem ser gerados com este tipo de ferramenta?

Serviços do tipo blog podem auxiliar o trabalho do profissional e de equipes de trabalho de muitas formas. Como muitas bibliotecas universitárias o Google Docs funciona como editor de textos, na construção do Biblionotícias, que adota as seguintes sessões:

  • Homenagem aos funcionários que trabalham na Biblioteca,
  • Aniversariantes do mês, uma forma de lembrar de todos colaboradores,
  • Palavra do usuário – recebidos por e-mail durante o mês corrente;
  • Dicas de motivação, que podem favorecer ao bem estar físico e psicológico dos leitores,
  • frase de efeito para incitar a reflexão dos leitores.

 

Referencias:

LOPEZ, R.A. Ferramentas colaborativas. Rio Grande do Sul, Marco de 2012. Disponível em: https://www.blogger.com/profile/07531965485096543981. Acesso em:19 /06 /2016.

MARTINS, Camila Quaresma. Gestão do Conhecimento Para Serviços de Informação: Análise de Produtos e Serviços Inovadores em Bibliotecas Universitárias. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, Pelotas, v. 26, n. 1, p.9-30, 2012. Disponível em: <https://www.seer.furg.br>. Acesso em: 19 jun. 2016. 

LIMA, Diana Maria Flor de; BEZERRA, Fabíola Maria Pereira; QUEIROZ, Nirlange Pessoa de. ESCRITA COLABORATIVA NA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA: O USO DO GOOGLE DOCS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO. DOCPLAYER, Ceará, p.1-11, 2011. Disponível em: <http:docplayer.com.br>. Acesso em: 21 jun. 2016.

Grupo 3- Joselaine

Este post é referente á atividade do dia 15 de junho de 2016.

Integração de Ferramentas Colaborativas

Imagem 1: Ferramentas colaborativas

A evolução da tecnologia da informação de certa forma vem atingindo a Ciência da Informação, com isso as bibliotecas estão evoluindo tecnologicamente para atender os usuários, que cada vez estão mais exigentes e os profissionais da informação são de extrema importância para fazer o elo entre os usuários e a tecnologia informacional.

Podemos citar como exemplo, uma Biblioteca que utiliza do Sistema Pergamum, onde poderíamos implementar links que direcionam o usuário para as redes sociais da Biblioteca, como o Facebook (serve como ferramenta de marketing para a divulgação dos serviços da Biblioteca, através dele é possível promover eventos, treinamentos e programas), YouTube (é possível criar canais com canais com temáticas específicas e os usuários podem postar comentários, críticas, sugestões e opiniões), Instagram (é possível o compartilhamento de fotos e vídeos da Unidade de Informação. entre outras ferramentas tecnológicas. Por meio dessas ferramentas,  seria possível não apenas a comunicação e a divulgação, mas também a colaboração, participação e interação, entre Unidade de Informação e Usuário.

Após concluir a etapa de implementar as ferramentas tecnológicas no Sistema Pergamum, é plausível que a Unidade de Informação ofereça serviços inovadores para os usuários. Acredita-se as redes sociais podem contribuir na melhoria da comunicação e serviços das Bibliotecas.

Serviços Inovadores

Imagem 2: Instagram

Exemplo de serviço inovador utilizando o Instagram como ferramenta

           

O Instagram é uma ferramenta que permite o compartilhamento de fotos e vídeos, pode ser utilizado como uma ferramenta que possibilita manter o usuário informado sobre as novas aquisições, lançamentos de obras da Biblioteca. Além de divulgar fotos de treinamentos e palestras. É possível também divulgar imagens da equipe e do perfil da Biblioteca; Compartilhar a história da Biblioteca postando fotos ao longo dos anos e, ainda, incentivar o usuário a comentar complementar o conteúdo postado.

As redes sociais são uma alternativa para que as Unidades de Informação se mantenham atuantes, participativas e colaborativas e com um processo de comunicação ativo com seus usuários.Atuam como um  canal de comunicação entre a Biblioteca e os seus Usuário e vice-versa, Bibliotecas e outras Bibliotecas e entre os próprios usuários entre si.

REFERÊNCIAS:

AGUIAR, Giseli Adornato de. Uso das ferramentas de redes sociais em bibliotecas universitárias: um estudo exploratório na UNESP, UNICAMP e  USP.2012. 184f. Dissertação ( Mestrado em Ciência da Informação)- Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

Imagem 1: Ferramentas colaborativas. Disponível em <http://www.waoni.net/wp-content/uploads/2014/11/Social-media-management.png&gt;. Acesso em: 17 de jun. de 2016.

Imagem 2: Instagram. Disponível em: <https://lh3.googleusercontent.com/aYbdIM1abwyVSUZLDKoE0CDZGRhlkpsaPOg9tNnBktUQYsXflwknnOn2Ge1Yr7rImGk=w300&gt;. Acesso em: 17 de jun. de 2016.