Grupo 2 – Sylvia

Etapa 4 – Atividade 3 – Referente ao dia 22/06

Ferramentas colaborativas em Unidades de Informação:

FERRAMENTAS

Fonte: (CANNYPIC).

Com o passar do tempo as Unidades de Informação, tais como as bibliotecas universitárias, tem se adequado as mudanças tecnológicas, para que assim possam se comunicar melhor com seus usuários. Divulgando suas ações, serviços e compartilhando as informações que possuem. Facilitando o acesso das informações para os usuários, por meio de ferramentas colaborativas, que além de dar acesso as informações, possibilita interação entre os usuários com o compartilhamento das informações.

Atualmente a maioria das bibliotecas universitárias já possuem sites com ferramentas de uso para os seus serviços oferecidos. Mas com a expansão das ferramentas colaborativas, se faz necessário que as bibliotecas as usem para aumentar o contato com seus usuários. Como exemplo de algumas ferramentas colaborativas disponíveis para uso e interação com os usuários, encontram-se como exemplo: Facebook, Instagram e Whatsap. Aplicativos que podem  ajudar não apenas os usuários, mas também a comunicação entre os funcionários desta instituição.

Instagram como ferramenta inovadora em uma U.I.:

instagram

Fonte: (CANNYPIC).

Uma biblioteca universitária dentre todos os recursos que possui em seu site, ainda pode utilizar ferramentas colaborativas como o instagram para divulgar seus serviços aos usuários e comunicar-se com os mesmos. Essa ferramenta possui funções de publicações de fotos, possibilidade de comentários nas fotos, compartilhamento de conteúdo no próprio aplicativo ou em outras redes sociais, e ainda possui chat para conversação privada.

Assim com esta ferramenta a biblioteca pode postar imagens de seu dia-a-dia de funcionamento, os serviços que são oferecidos, cursos que estão sendo aberto para alunos e comunidade, responder duvidas frequentes, informar os horários de funcionamento, divulgar eventos que estão acontecendo ou que irão acontecer. Toda essa gama de possibilidades de funções do aplicativo auxilia de forma a ampliar a forma com que seus usuários iram poder receber essas informações dessa U.I.

Referências:

CONTI, Daiana Lindaura; PINTO, Maria Carolina Carlos. Ferramentas colaborativas para bibliotecas. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia, v. 5, n. 2, 2012. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/684/pdf_15. Acesso em: 19 de junho de 2016.

Anúncios

GRUPO 5 – ALAN DE SOUZA BIEGO

Este post se refere a atividade 3 da etapa 4 para o dia 22/06/2016

ETAPA 4 ATIVIDADE 3

ATIVIDADE 1: FERRAMENTAS COLABORATIVAS

– Responder com exemplos as seguintes questões:

1) Como integrar ferramentas colaborativas em sistemas já existentes em unidades de informação?

R: Blog integrado ao site da unidade de informação. Sendo o blog um dos principais canais de comunicação da internet, esta ferramenta poderia ser utilizada pela unidade de informação como uma forma de divulgar e publicar conteúdos por meio de post, conforme o tipo de unidade de informação. Também pode haver compartilhamento sobre as novidades da unidade de informação, bem como oferecer dicas úteis e informações adicional e informar eventos e projetos específicos.

Chat integrado ao software de gerenciamento de biblioteca. Seria interessante que o software de gerenciamento da biblioteca possuísse a ferramenta chat, visto que, através dela haveria a possibilidade do bibliotecário realizar atendimento ao usuário que está distante por meio da troca de mensagens, escritas e instantânea pela internet.

Twitter como complemento do site da biblioteca. Com o twitter integrado ao site da biblioteca, permitiria que o mesmo disponibiliza-se serviços de informação para o usuário, como por exemplo, perguntas respondidas na hora; informações atualizadas mais rapidamente do que os canais normais; partilhar novidades da biblioteca; oferecer dicas úteis e informações adicionais.

Redes sociais integradas ao site da unidade de informação. As redes sociais ofereceriam uma maior visibilidade na internet sobre a instituição bem como o compartilhamento de informações.

RSS integrado ao site da biblioteca. Em meio a grande quantidade de informações que circulam e nos envolvem, da mesma forma que acontece em sites de bibliotecas, sendo assim, com a utilização da ferramenta RSS, criar-se-ia a possibilidade para o usuário que está navegando pelo site da instituição selecionar o material mais relevante ao seu perfil, ou seja, somente o conteúdo selecionado pelo usuário será disponibilizado. Dessa forma o usuário que fizer uso desta ferramenta consequentemente poderá seguir novas informações geradas pelo site em tempo real, sem a necessidade de acessá-lo.

2) Que tipo de serviços inovadores para unidades de informação podem ser gerados com este tipo de ferramentas?

R: Em uma biblioteca, utilizando ferramentas da web 2.0 cria-se a possibilidade de criar vários serviços inovadores, como por exemplo:

SERVIÇO DE REFERÊNCIA A DISTÂNCIA: neste serviço, o usuário não precisaria estar presente na biblioteca, pois o mesmo entraria em contato com o bibliotecário por intermédio da ferramenta chat. Esta ferramenta poderia estar à disposição no site da biblioteca, e somente poderá ser usada por usuários cadastrados.

Genilson Geraldo – Grupo 06

Referente a atividade 3 da etapa 4 – 15/06/2016

FERRAMENTAS COLABORATIVAS

b2

Fonte: www.bbmarketing.com.br

Como integrar ferramentas colaborativas em sistemas já existentes em unidades de informação?

TWITTER

unnamed

Fonte: play.google.com

Para a Unidade de Informação desenvolver um trabalho midiático com seus usuários, utilizando ferramentas colaborativas, que neste caso, são as mídias sociais, exige que a instituição esteja inserida ao leque de ferramentas de mídias no mundo da informação.

Diagnosticar qual é o perfil de seus usuários, e quais ferramentas podem ser utilizadas para aproximar e promover a UI.

Criar perfis da instituição nas mídias, chegando assim até esses usuários, conhecendo a realidade de quem preza pela acessibilidade, facilidade e clareza na informação e disseminação da mesma.

Expomos nesta atividade um exemplo de ferramenta colaborativa para promover e aproximar a UI aos seus usuários, que é o Twitter.

O Twitter já é uma ferramenta presente na vida dos brasileiros, estando entre as 3 redes sociais mais acessadas no país. Conhecido pela sua dinâmica, o Twitter facilita que os usuários interajam com as Instituições. De leitura rápida e se mistura numa lista de diversos outros Tweets, do que a UI cadastra em uma Newsletter, por exemplo, e interliga sua instituição com outras UI integrando seus usuários às outras e vice-versa.

 

Exemplos: 

Twitter da Biblioteca de São Paulo:

twitter1

Fonte: https://twitter.com/BSPbiblioteca

Melhor Visualização da Imagem apresentada

Link do Twitter citado

 

Twitter da Biblioteca Nacional:

twitter2

Fonte: https://twitter.com/FBN

Melhor Visualização da Imagem apresentada

Link do Twitter citado

 

Que tipo de serviços inovadores para unidades de informação podem ser gerados com este tipo de ferramenta?

INSTAGRAM

unnamed

 

Fonte: play.google.com

O Instagram é de uma rede social de 300 milhões de usuários, que compartilham mais de 70 milhões de fotos e vídeos diariamente. E os brasileiros estão na segunda posição entre os mais ativos da plataforma.

Sendo assim, as Bibliotecas brasileiras não podem deixar de utilizar essa ferramenta colaborativa.

Coloca-se como exemplo fictício, nesta atividade uma UI online, “Biblioteca Digital Jurídica Brasileira”. Uma biblioteca digital que oferece acesso a livros da área jurídica para profissionais, estudantes e concurseiros de Direito.

A utilização desta ferramenta colaborativa, seria através de um serviço inovador, postando diariamente o livro mais acessado na biblioteca digital, informando o número de acessos, dados bibliográficos deste livro, tudo isso em textos direcionados aos usuários de redes sociais, dando-os oportunidade para comentar, indicar e sugerir o acesso a este e a outros livros. Todavia, promovendo a biblioteca e interagindo com seus usuários antenados e a cada dia mais exigentes.

Para execução desta atividade, foi criado uma conta no aplicativo “Instagram” de uma biblioteca digital fictícia, com seguidores e comentários de amigos do autor desta atividade, previamente solicitados.

Segue abaixo exemplos de postagens.

instagram1

Fonte: https://www.instagram.com/biblioteca_jusbrasileira/

Melhor Visualização da Imagem apresentada

Link do Instagram fictício citado

 

instagram2

Fonte: https://www.instagram.com/biblioteca_jusbrasileira/

Melhor Visualização da Imagem apresentada

instagram3

Fonte: https://www.instagram.com/biblioteca_jusbrasileira/

Melhor Visualização da Imagem apresentada

 

instagram4

Fonte: https://www.instagram.com/biblioteca_jusbrasileira/

Melhor Visualização da Imagem apresentada

instagram6

Fonte: https://www.instagram.com/biblioteca_jusbrasileira/

Melhor Visualização da Imagem apresentada

 

REFERÊNCIAS:

NEGÓCIO, Destino. Confira as vantagens de utilizar o Instagram para divulgar o seu negócio. 2015. Disponível em: <http://comunidad.destinonegocio.com.br/t/confira-as-vantagens-de-utilizar-o-instagram-para-divulgar-o-seu-negocio/1117&gt;. Acesso em: 19 jun. 2016.

GIRARD, Carla Daniella Teixeira et al. Redes sociais: Contribuições e perspectivas para serviços em bibliotecas universitárias. In: Encontro Regional de Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da informação e gestão da informação, 16., 2013, Salvador. Anais. Salvador: EREBD, 2013. p. 1 – 15. Disponível em: <http://rabci.org/rabci/sites/default/files/Redes Sociais – contribuições e perspectivas para serviços em bibliotecas universitárias.pdf>. Acesso em: 19 mar. 2016.

NACIONAL, Biblioteca. Twitter: Biblioteca Nacional. 2016. Disponível em: <https://twitter.com/FBN&gt;. Acesso em: 19 jun. 2016.

PAULO, Biblioteca de São. Twitter: Biblioteca de São Paulo. 2016. Disponível em: <https://twitter.com/BSPbiblioteca&gt;. Acesso em: 19 jun. 2016.

SIQUEIRA, André. Blog de Marketing de Resultados: Os 7 motivos para usar o Twitter como ferramenta de marketing. 2016. Disponível em: <http://resultadosdigitais.com.br/blog/os-7-motivos-para-usar-o-twitter-como-ferramenta-de-marketing/&gt;. Acesso em: 19 jun. 2016.

 

 

Grupo 5- Maria esilda Rosa

Este póst é referente a atividade 3 etapa 4 dia 22 junho 2016.

Artigo_clip_image002

Atividade 1

Responder com exemplos as seguintes questões: 1. Como integrar ferramentas colaborativas em sistemas já existentes em unidades de informação?

Sistemas Colaborativos são ferramentas de software utilizadas em redes de computadores para facilitar a execução de trabalhos em grupos. Essas ferramentas devem ser especializadas o bastante, a fim de oferecer aos seus usuários formas de interação, facilitando o controle, a coordenação, a colaboração e a comunicação entre as partes envolvidas que compõe o grupo, tanto no mesmo local, como em locais geograficamente diferentes e que as formas de interação aconteçam tanto ao mesmo tempo ou em tempos diferentes. Percebe-se com isso que o objetivo dos Sistemas Colaborativos é diminuir as barreiras impostas pelo espaço físico e o tempo (CAMARGO, KHOURI, GIAROLA, 2005).

ferramentas colaborativas 1

 

Exemplos:

A-prova-fundamental-de-que-ferramentas-colaborativas-funcionam-770x470.jpg

Sistemas colaborativos de gerenciamento de conteúdo –Ferramentas para publicação automatizada com a participação de diversas pessoas e grupos na elaboração do conteúdo.

Real Time Collaboration Tools (RTC) (áudio/vídeo/data conferencing) Ferramentas de colaboração síncronas que usam áudio, vídeo e dados.

. Virtual Team Tools (DPM, virtual team and process-oriented tools) – Ferramentas para grupos de trabalho. Dividem-se em três classes:
Gerenciamento distribuído de projetos.
Local de trabalho virtual
Processos e workflow

. CRM Colaborativo (customer resource management) (CRM) –Ferramentas para auxilio a processos de venda e atendimento a clientes.

. Portais e Comunidades On-line

Ferramentas para comunidade virtuais para troca de informações e idéias.

. Ferramentas e infra-estrutura para colaboração Wireless

Ferramentas para mensagens em dispositivos wireless. Normalmente se integram
com as demais soluções de colaboração.

ícones 2

 

  1. Que tipo de serviços inovadores para unidades de informação podem ser gerados com este tipo de ferramenta?

Blog que possibilita a construção edição de conteúdo, publicação e compartilhamento de conteúdo.

Chat de troca de informação, exemplo, integra ele no pergamum, possibilitando o contato direto com bibliotecário e usuário com usuário, onde ambos compartilhasse informação, e conteúdo.

ferramentas colaborativas 2

Referencia :

CAMARGO, Álvaro Antônio Bueno De. KHOURI, Lourdes Halim El e GIAROLA, Paulo César. O Uso de Sistemas Colaborativos na Gestão de Projetos: Fatores Relevantes para o Sucesso. Trabalho de Conclusão de Curso. Fundação Instituto de Administração – FIA. 2005.

LAUDON, Kenneth C. Laudon, LAUDON, Jane P. Sistemas de informação gerenciais: administrando a empresa digital; Tradução Arlete Simille Marques; revisão técnica Erico Veras Marques, Belmiro João. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

CAMARGO, Álvaro Antônio Bueno De. Gestão Colaborativa – Metrô de São Paulo. São Paulo, SP – Dias 26/11/2004, 02 e 03/12/2004

Site Usability First (http://www.usabilityfirst.com/groupware)

Imagens retirada do blog cin5018 e google imagens. https://www.google.com.br/search?q=ferramentas+colaborativas&client=opera&hs=wo1&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwin6P_itrTNAhVDGZAKHRxSDvUQ_AUICCgB&biw=1366&bih=658#imgrc=_

 

 

 

 

Acessado em: http://imasters.com.br/artigo/4655/gerencia-de-ti/sistemas-colaborativos-conceito-caracteristicasdes-e-funcionalidades?trace=1519021197&source=single.

Grupo 2 – Emmanuel

Etapa 4 – Atividade 3 – 15/06/2016

Atividade 1 – Ferramentas colaborativas

ícones 2                                                      download (3)

  1. Como integrar ferramentas colaborativas em sistemas já existentes em unidades de informação?

    A maneira em que se poderia integrar as ferramentas seria pela inclusão de links, no formato de ícones de ícones na própria página da Unidade de Informação – uso da hipermídia, multimídia, hipertextos,  no nosso caso Biblioteca Universitária, pois ela já está utilizando a Web 2.0, e lá existe a Colaboração, Coletividade, Interação, Relacionamento, Co-criação, NÓS fazemos o conteúdo – inteligência coletiva.

    ícones

Por que usar a Web 2.0 – ela possibilita a Gestão do Conteúdo, da Informação, do Conhecimento, tem facilidade de uso, pode ser personalizada, é rápida, integra outras ferramentas, tem mobilidade. O que ela pode proporcionar – inovação, auxilio na criatividade, menor custo e auxiliar na produtividade. Quais são seus tipos:

Wikis (cooperativismos, conteúdo colaborativo); 

download (1)

RSS (atualizações (RDF Site Summary ou Really Simple Syndication – os Feeds –  usuário via a Internet acompanhe os novos artigos, notícias e demais conteúdo de um site ou blog sem que precise visitar o site em si)

download

Folksonomias (recuperação e organização de conteúdo)  

folksonomia-700x200 

Mashups (website ou aplicação web que usa conteúdo mais de uma fonte na criação de um novo serviço)

images (1)

Streaming media (áudio e vídeo)

Streaming

    2. Que tipo de serviços inovadores para unidades de informação podem              ser gerados com este tipo de ferramenta?

Uso de RSS- família de vocabulários XML – que permitem a comunicação de notícias, atualizações, novas aquisições da Unidade de Informação entre sites web e outros programas, é excelente pois é dinâmico, muda ou edita nova informação com frequência. Para isso basta utilizar o site da unidade de informação, produtores de informação com RSS ou métodos de captura de notícias ou novas aquisições para RSS e o próprio site para expor estes conteúdos. É possível ler a notícia online (ex.: Google Reader, Bloglines, StartPages, Gadgets e Agregadores), por programas específicos para cada sistema operativo (ex.: NewsGator), por portais (ex.: moodle) ou acompanhando os e-mails.

feed-buttons                                                   rss-buttons

Processo da Gestão do Conhecimento – Exemplo de implementação nos wikis

download (2)

Identificação do Conhecimento –  análise da participação do usuário/colaborador, pode-se construir mapas de conhecimento e diretórios de especialistas internos e externos da universidade.

Aquisição do Conhecimento – Coletar através de fóruns, formulários e enquetes online as opiniões e sugestões de usuários novos serviços.

Desenvolvimento do Conhecimento –  Discussão sobre as rotinas, processos, ações estratégicas, desenvolvimento de novos protótipos de produtos e serviços – co-criação

Compartilhamento do Conhecimento – Compartilhar perspectivas, tendências, mercado, serviços, dividir ideias, colaborar no processo de planejamento de produtos e serviços.

Utilização do Conhecimento – Disponibilizar dicas e experiências pessoais, orientando quanto as melhores práticas, por exemplo, no uso de equipamentos ou softwares complexos.

download (1)

Referências:
RSS4library. Um blogue sobre uso de RSS em Serviços de Documentação. Disponível em: http://www.rss4lib.com/. Acesso em: 17.jun.2016.
LIBRARY SUCCESS. Um wiki sobre casos de sucesso de Web 2.0 em bibliotecas. Disponível em: http://www.libsuccess.org/index.php?title=RSS. Acesso em: 17.jun.2016.

 

Grupo 5 – Rocelle

Post se referente à atividade para o dia 22 de junho.

 

Integrar ferramentas colaborativas em sistema já existentes  em UI

 

microblog

O Microblog também pode ser usado como ferramenta colaborativa para sistemas de Unidades de Informação como o da biblioteca, por exemplo, a atualização é breve e curta tornando o objetivo e de fácil acesso, no qual, permitira usuários veteranos de um determinado curso a colocar todas as informações destinadas aos calouros do curso, afim, de passarem as informações da Universidade onde estão inseridos e do curso de graduação da qual pertencem, como um manual de instruções apresentando o funcionamento da Universidade seus direitos e deveres e o “mundo acadêmico” com o intuito de atender suas necessidades naquele momento. Dando opção aos graduandos seguintes a disponibilizar materiais das disciplinas, dicas de estudo, resumos, revisão de provas para auxilio dos estudantes do curso. Também poderão ser encontrados e adicionados informativos de eventos, palestras, seminários, congressos, concursos, minicursos, materiais e provas de antigos concursos e até mesmo experiências sobre tal disciplina e a “sobrevivência” na Universidade e entre outros. Serão responsáveis pelo Microblog os próprios alunos, que também farão as atualizações, vale considerar que algumas regras serão consideradas para utilização do mesmo, como um cadastro e senha de acesso.

Serviços inovadores para unidades de informação podem ser gerados com este tipo de ferramenta

 

O MicroBlog pode inovar em um serviço na Unidade de Informação, de forma que fique disponibilizado um link ou ícone do Microblog para acesso no próprio site do curso, no qual, os alunos de um curso especifico poderão acessar para encontrar informações do curso e da Universidade. Um WhatsApp também poderá ser encontrado, para sanar dúvidas dos próprios alunos, onde um bibliotecário ou estagiário dessa Unidade de Informação no caso a biblioteca, poderá responder os questionamentos dos usuários, tendo um prazo para a resposta, e se caso a pergunta for algo simples ou que já fosse feito várias vezes por outros, o sistema do WhatsApp daria a resposta automaticamente ou remeteria a um fórum de questionamentos.

 pc.png

Referencia

 GOOGLE. Chats. Disponível em: <https://www.google.com.br/webhp#q=imagens&gt;. Acesso em: 18 jun. 2016.

GOOGLE. Microblogg. Disponível em: <https://www.google.com.br/webhp#q=imagens&gt;. Acesso em: 18 jun. 2016.

GOOGLE.  Simbolo biblioteconomia. Disponível em: <https://www.google.com.br/webhp#q=imagens&gt;. Acesso em: 18 jun. 2016.

GOOGLE.  Whatsapp. Disponível em: <https://www.google.com.br/webhp#q=imagens&gt;. Acesso em: 18 jun. 2016.