Grupo 5_Etapa 3-Maristela couto rosa souza leite.

Grupo 5-Etapa 3 –Maristela couto rosa Souza leite

 

 

Planejamento de Teste de usabilidade

Planeje um teste de usabilidade, que descreva:  O propósito do teste (o que se quer testar com relação às funcionalidades escolhidas?)

Será um teste de verificação, para verificar se os usuários estão se adaptando e se estão satisfeitos com o software atual.

 

A equipe interna envolvida

1 – Elaborador

1 – Observador

 

Ambiente do teste:

1 – Sala com: 3 computadores com web cam, acesso à internet e software específico, telefone e impressora e um acervo. Com vidro espelhado para observação e 2 câmeras.

1 – Sala para observação com: 1 computador com acesso as câmeras, com visualização para sala de teste.

 

timage004

Os usuários selecionados

1 – Bibliotecário

1 – Assistente administrativo

1 – Estagiário
Critérios de usabilidade

critérios de usabilidade

Méritos

Tempo para realização das tarefas

Tempo inativo

Dificuldades na realização

Quantidade de tentativas

 

  As funcionalidades escolhidas e como elas deverão ser executadas no sistema:

·      Cotar Itens com fornecedor – verificar no sistema os itens em falta, realizar contato com fornecedor, listar itens e solicitar orçamento.

·      Adquirir obra – verificar no sistema obras que estão sendo solicitadas por usuários, fazer um levantamento das mais solicitadas e necessárias, fazer a verificação de doações ou trocas, se não tiver, realizar compra.

·      Cadastrar obra no acervo – colocar no sistema todas as informações necessárias da obra.

·      Catalogar obra – gerar a etiquete com código de barras do sistema, localizar seu lugar e arquivá-lo

·      Gerar carteirinha Usuários – verificar cadastros de usuários novos, gerar carteirinha e código de barras pelo sistema.

 

As etapas detalhadas do teste.

As salas serão preparadas de acordo com o necessário, o elaborador do teste passará um roteiro para os usuários no qual constará quais as tarefas que precisam realizar e quantas vezes, explicará e tirará dúvidas caso haja e ficara na mesma sala que os usuários. Os usuários irão realizar tais tarefas como uma rotina normal, todos seguindo o roteiro que o elaborador lhes passou. O observador ficará em outra sala com acesso as câmeras e anotará todo comportamento de cada usuário, desde dificuldades com o acesso ao sistema, se tem algum problema com sua interface, quais as dificuldades levando em conta os critérios e méritos de usabilidade.

 

A primeira atividade da segunda etapa foi realizada indevidamente, não foi informada nenhuma dificuldade pelos integrante do grupo.

Já na segunda etapa, em geral, houve uma maior dificuldades em relação à atividade modelagem de sistemas e subsistemas.

Nessa segunda etapa o grupo esteve mais entrosado, prestativo e interagindo mais.

Na terceira Etapa o trabalho foi discutido em grupo na sala de aula, e feito individualmente. Houve um pouco de dificuldade pelos integrante do grupo.

 

Referência

DUTRA, Moisés Lima. Usabilidade. Florianópolis, 2016.

CAFE, Lígia; SANTOS, Christophe Dos and MACEDO, Flávia. Proposta de um método para escolha de software de automação de bibliotecas. Ci. Inf. [online]. 2001, vol.30, Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ci/v30n2/6213.pdf>. Acesso em: 08maio 2016.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s