Grupo 06 – Genilson Geraldo

Atividade referente a etapa 2 – Atividade 1 – 27/04/2016

 

USABILIDADES

 

Créditos: autor (segundo a estrutura de usabilidade ISO 9241-1)

 

Recursos de Software:

curso-usabilidade

Fonte: Hipervisual

  • Sistema de automação: requisitos de funcionalidade da UI, em relação de processamento técnico, aquisição, seleção, empréstimos, recuperação da informação, etc.
  • Manutenção: software com possibilidade de ser modificado, tal como: melhorias, correções e adaptações.
  • Eficiência: software de nível de desempenho desejado, em relação compreensão, aprendizagem, uso e admiração do usuário.
  • Interfaces mal elaboradas: Usuário encontra dificuldade para utilizar o software (confuso), podendo causar perda de dados e diminuição da produtividade.
  • Imagens e formatos: uso de cores abusivas, causando fadiga visual, desvio de atenção do usuário, tornando a página da biblioteca confusa e ilegível.

 

Recursos de Hardware:

750x500-ehow-images-a07-1o-jj-bundle-pc-cables-800x800

Fonte: Adrenaline.uol

  • Entradas: possibilitar uso de dispositivos de armazenamentos, tal como, pendrives, para recuperação de informação.
  • Mídias: oferecer recursos de mídias aos usuários, tal como, CD, DVDS, data show, etc.
  • Máquina de auto empréstimo: localiza-los próximo a entrada do acervo, facilitado o tempo do usuário e otimização dos serviços da UI.
  • Scanner: disponibilizar acervo digitalizado e possibilidade de uso do scanner na UI.
  • Modens: oferecer serviços de acesso à internet com aquisição de modens na UI.

 

Recursos de Dados:

armazenamento de dados 1

Fonte: Tecnozebra

  • Cadastro de dados de aquisição: possibilitar controle e relatórios de aquisição do acervo.
  • Pendrives: implantação de um sistema funcional com proteção (antivírus), para uso de pendrives e similares.
  • Cadastro de dados dos usuários: estipular dados exigidos para cadastro, não solicitando informações pessoais de que a UI não precisa de verdade.
  • Dispositivos de armazenamentos por meio óptico: permitir utilização de recursos de armazenamentos, tal como, CD-ROMs, CD-RWs, DVD-ROMs, DVD-RWs, etc.
  • Discos internos e externos (HDs): possibilidades de armazenamento com dispositivos internos e externos, aumentando a capacidade de armazenamento.

 

Recursos Humanos:

RH_atual

Fonte: Univem.edu

  • Bibliotecário de atendimento: comunicação direta com usuários, recebendo feedback das funcionalidades da UI.
  • Estagiário: auxilia nos serviços de atendimento e tratamento técnico da biblioteca.
  • Bibliotecário chefe: especifica funções, estratégias, ações da equipe.
  • Bibliotecário de Tratamento técnico: executa serviços de catalogação, indexação e classificação.
  • Técnico de TIC: responsável pelo controle de usabilidade da biblioteca digital e sistema de informação.

 

Recursos de Atendimento:

interface-e-usabilidade-como-levar-o-usurio-onde-queremos-1-728

Fonte: pt.slideshare.net

  • Interface autoexplicativa: um indicativo é quando os usuários atingem um certo grau de proficiência em um curto período de tempo.
  • Feedback: enfatiza a avaliação subjetiva do uso da biblioteca física ou digital, sejam elas positivas ou negativas.
  • Controlador de tempo de uso: o tempo de navegação e realização das tarefas em tempo excessivos, podem indicar um esforço desnecessário do usuário.
  • Mecanismos de segurança no uso: proteção contra condições desfavoráveis ou até mesmo perigosas (vírus) aos usuários.
  • Mensagens de erros: comunicação clara e objetiva, recuperando erros e de fácil correção.

 

Recursos de Acessibilidade:

digital

Fonte: Merten.com

  • Designs acessíveis: preocupações com fontes e cores abusivas na interface.
  • Linguagens apropriadas: oferecer uma linguagem simples e informações em braile.
  • Localização do acervo em braile: disponibilizar em local próximo à entrada.
  • Máscara de teclado: oferecer para uso de inclusão digital
  • Tecnologias assistidas: serviços adequados de acessibilidade, como acervo em braile.

 

Fonte: Marcelo Ramos

 

Referências:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 9241-11: Requisitos ergonômicos para trabalho de escritório com computadores: parte 11 – orientação sobre usabilidade. Rio de Janeiro, 2002. 21 p.

DIAS, Cláudia. Usabilidade na Web: Criando portais mais acessíveis. 2. ed. Rio de Janeiro: Alta Books, 2007. 296 p.

MAGALHÃES, Euripedes. Design e Usabilidade. 2012. Disponível em: <http://pt.slideshare.net/DigiTalks/curso-de-ecommerce-design-e-usabilidades-digitalks?qid=94dda6d1-4f9c-4cb1-ae9e-6b9be5f78b91&v=&b=&from_search=4&gt;. Acesso em: 24 abr. 2016.

Prates, R. O., Barbosa, S. D. J. Avaliação de Interfaces de Usuário – Conceitos e Métodos. Jornada de Atualização em Informática, SBC. 2003.

KRUG, Steve. Não me faça pensar atualizado: uma abordagem de bom senso à usabilidade na web e móbile. Rio de Janeiro: Alta Books, 2014. 200 p.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s