Grupo 6 – Ana Paula

Este post refere-se a Atividade 1 do dia 27/04

 

Recursos de software

 

Lógica do sistema: deve ser fácil de utilizar e ter ícones que sejam autoexplicativos

Padronização do sistema: os procedimentos técnicos precisam seguir um padrão para não haver informações duplicadas

Sistema racional: precisa ter ferramentas úteis para facilitar o trabalho do bibliotecário, como controle de empréstimos

Reaproveitamento da entrada de dados: capacidade de aproveitar os dados já informados em funções anteriores sem precisar de nova entrada

Instruções de uso: consiste na composição de manuais com linguagem clara e abrangente, permitindo que o usuário conheça todo o potencial do software

 

Recursos de Hardware

 

Utilizando computadores: disponibilizar computadores adequados para que o usuário consiga efetuar pesquisas

Tecnologias auxiliares: o leitor de código de barras facilita no processo de devolver e emprestar exemplares, além de evitar eventuais erros de digitação

Aparelhos de reprografia: disponibilizar impressoras para cópias, pois o usuário pode necessitar de uma obra de referência

Empréstimos de tecnologias: o que pode facilitar a vida do usuário são os empréstimos de notebooks

Gerenciamento eletrônico: aparelhos para digitalização devem estar visíveis para que o próprio usuário

 

Recursos de Dados

 

Dados dos usuários: histórico de empréstimo que tem por finalidade saber o que é interessante para a usuário no acervo

Dados da biblioteca: notificações e agenda de eventos devem ser disponibilizadas para usuários da biblioteca, para promover o uso da biblioteca

Dados de controle: o controle de doações deve ser feito junto com o descarte de materiais, para manutenção do espaço

Dados digitais: disponibilizar materiais digitais no sistema da biblioteca

Dados internos: normas e regimentos da biblioteca auxiliam o usuário sabendo o que pode fazer na biblioteca

 

Recursos Humanos

 

Os estagiários devem estar diretamente ligados ao bibliotecário, pois suas funções precisam ser supervisionadas

O auxiliar de biblioteca deve estar apto para executar algumas funções do bibliotecário quando este se ausenta

O atendente pode efetuar os empréstimos e devoluções, organizar a biblioteca no geral, e dar auxílio sempre aos demais profissionais

A principal função do Bibliotecário do processamento técnico é a classificação, indexação e catalogação

Uma das funções do Bibliotecário chefe é coordenar a biblioteca, o que cada setor deve executar

 

Recursos de Atendimento

 

Usuário é quem manda: as sugestões dos usuários podem ser colocadas em uma urna

Tarefa principal: é primordial auxiliar o usuário, para que assim possa selecionar e encontrar a informação

Fonte confiável: é vital saber em quais fontes de informações o bibliotecário pode sugerir para que o usuário encontre a informação mais confiável

Utilização do acervo: para promover o uso da biblioteca é utilizada a política de conservação do acervo

Satisfação do usuário: o feedback do usuário é importância para sabermos se a biblioteca está cumprindo com o seu papel

 

Recursos de Acessibilidade

 

Acesso principal: rampa de acesso para cadeirantes

Biblioteca sonora: equipamentos que permitam a leitura de livros

Facilidade no acesso: os livros em braile precisam estar em um lugar acessível, e bem sinalizado para encontrá-lo de forma fácil

Tecnologias ajudam muito: os computadores adaptados para deficientes são imprescindíveis, assim algumas tecnologias resolvem por si mesmas a acessibilidade

Informações: o terminal de informações para surdos, e deve ter um profissional que saiba a língua de sinais

 

 

Referências

SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 15º, 2007, São Paulo. Avaliação da qualidade de software em gestão de bibliotecas: foco na usabilidade da interface da pesquisa. São Paulo: CRUESP, 2007. Disponível em: <http://www.sbu.unicamp.br/snbu2008/anais/site/pdfs/2733.pdf> Acesso em: 26/04/2016.

Grupo 1 – Rosane Pinho

Atividade 1 referente ao dia 30/03/2016

1-Como você define uma Unidade de Informação (UI)? Exemplifique.

Uma Unidade de Informação requer que o profissional, em especial os bibliotecários, tenham responsabilidade para atuar dentro do contexto onde a informação se faz necessária.
Seja no nosso dia a dia, no trabalho ou até mesmo em sala de aula. Faz-se necessário que haja bons gestores, a fim de administrar com dinamismo essa nova realidade, seja com ideias ou com novas técnicas para se obter uma boa organização e assim alcançar melhores resultados. É fato que a qualidade de um serviço prestado vai gerar novos desafios e a necessidade de buscar novos conhecimentos.
Para isso um bom profissional deve estar sempre se aperfeiçoando, diversificando os novos saberes dentro do ambiente que atua.

2-Exemplifique serviços essenciais de uma UI (aqueles que se forem retirados descaracterizam a UI).

O acesso as informações tem evoluído a cada vez mais.
A tecnologia enfatiza esses recursos nos mais variados canais de comunicação.
Esse processo compartilha variadas informações como sociais, culturais e econômicas e tem como objetivo qualificar a disseminação da informação, por isso e fundamental essa ligação do profissional capacitado e seu usuário, para o desenvolvimento desses serviços onde esses recursos vão interagir com atributos de qualidade de informação para o progresso da sociedade.

3-Como se estruturam Sistemas de Informação numa UI
Nesse contexto, além de catalogação, classificação e indexação a missão principal é saber gerenciar o armazenamento o processamento e saída de dados, potencializando assim as informações dentro da UI e também para a comunidade que a utiliza. Segundo Cunha (2008, p.37) as unidades de informação consistem em “entidades encarregadas de adquirir, processar, armazenar e disseminar informações com o objetivo de satisfazer as necessidades de informação dos usuários”.
Para isso o profissional precisa saber planejar e tratar com qualidade esses serviços. Le Coadic (1994, p.5), afirma que “a informação é um conhecimento inscrito (gravado) sob a forma escrita (impressa ou numérica), oral ou audiovisual”.
Portanto, o conhecimento é a realidade dos nossos dias e a evolução da nossa sociedade.

REFERÊNCIAS

CUNHA, M. V.; SILVA, E. L. A produção do conhecimento na formação de profissionais da informação. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.11, n. 2, 2001.

LE COADIC, Yves- François. A ciência da Informação. Brasília: Briquet de Lemos,1996.

TARAPANOFF, Kira et al. Sociedade da informação e inteligência: em unidades de informação. Ciências da Informação, Brasília, v. 29, n. 3, p.91-100, 2000. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ci/v29n3/a09v29n3.pdf&gt;. Acesso em: 29 mar. 2016.

Grupo 3 – Luana

Este post é referente a atividade 1 da primeira etapa:

Como você define uma Unidade de Informação (UI)? Exemplifique.

Uma Unidade de Informação tem por função cuidar da aquisição, do processamento, do armazenamento e também da disseminação da informação. Geralmente estas instituições não têm fins lucrativos e tem como uma das principais características a prestação de serviços para os seus usuários e a sociedade em geral. É uma organização viva que não para de crescer. Desta forma, podemos citar como exemplos de Unidades de Informação as bibliotecas, museus, arquivos, centros de documentação, bancos de dados, bases de dados, centros de informação entre outros.

Exemplifique serviços essenciais de uma UI (aqueles que se forem retirados descaracterizam a UI).

Bibliotecas: em uma biblioteca os serviços que mais lhe caracterizam é o atendimento ao público, os seus materiais podem ser digitalizados, manuscritos, impressos ou digitais. As demais características como o conteúdo dos materiais, a acessibilidade, a forma de empréstimo varia muito do tipo da biblioteca, se ela é especializada, comunitária, hospitalar, escolar, pública ou universitária.

Arquivos: as características principais de um arquivo seria a guarda dos documentos que geralmente são únicos e originais, esses documentos podem ser manuscritos, impressos, audiovisuais ou digitalizados. A forma de um arquivo ser organizado também depende muito se ele é pessoal, empresarial, público ou institucional.

Como se estruturam Sistemas de Informação numa UI?

Uma Unidade de Informação precisa de um Sistema de Informação, esse Sistema de Informação pode ser formal ou informal e tem por principal finalidade a organização, o controle e o planejamento da Unidade de Informação, desta forma, ela é organizada a partir de três pontos principais, que seriam: a entrada (que recebe todos os dados), o processamento (que processa todos os dados recebidos) e a saída (que gera o resultado e auxilia na tomada de decisões). Podemos citar como exemplo de Sistema de

Informação os Hardwares (que são os monitores, impressoras, teclados, mouses), os Softwares (como o Pergamum), banco de dados, redes e até mesmo as pessoas (que seriam os operadores do Software e do Hardware).

Grupo 4 – Leonardo

Publicação referente a atividade do dia 20 de Abril de 2016.

  • Recursos de Software / Aplicações:

Feeds por meio de RSS onde o usuário se inscreve para receber notícias referentes a últimas novidades do acervo.rss de noticias PUC

Fonte: PUC RS

Recursos educacionais como suporte  em cursos na biblioteca. Como: empregando Software para indexação e distribuição de recursos DUDA Library (https://github.com/dudanogueira/dudalibrary);

Fonte: http://www.youtube.com

Sistema de pesquisa inteligente, que por meio de assuntos buscados, armazene no perfil do usuário as preferências e avise via e-mail ocorrência de novos títulos do mesmo assunto.

Disponibilidade de catálogo OPAC para os usuários de forma rápida conhecerem os títulos disponíveis no site da Biblioteca. Como: site em WordPress com o Plugin Scriblio.

Atendimento aos usuários por meio de sistema de automação de biblioteca. Como: implantar software de automação Biblivre.

biblivre-6-e1441825956703

Fonte: http://www.techtudo.com.br/

  • Recursos de Hardware / Equipamentos:
  1. Equipamento de auto atendimento. Implantação de tecnologia RFID para devolução, renovação e empréstimo.
  2. Scanner. Como: implantação com envio de arquivo para email ou pendrive.
  3. Áudio visual para pesquisa em video. Como fazer, implantação de televisores e DVD.
  4. Equipamentos para acesso a internet. Como fazer, implantação de terminais de acesso a internet e roteadores.
  5. Sala de projeção. Como: implantação de projetor.
  • Recursos de Dados / Armazenamento:
  1. Disponibilidade diferentes suportes digitais. Como:  implantar servidor repositório digital.
  2. Estações de trabalho com de pastas de arquivos independentes por login. Como: implantação de Servidor de Domínio / Arquivos.
  3. Armazenamento de dados para os usuário na nuvem. Como fazer, implantação de servidor ownCloud.
  4. Armazenamento seguro. Como fazer, Implantação de sistema de armazenamento seguro com servidor FreeNas.
  5. Dados em pendrive imune à vírus. Como: implantação de estações de trabalho com sistema operacional Linux.

 

  • Recursos Humanos / Atores
  1. Bibliotecário de apoio à pesquisas. Como: disponibilizar atendimento  e profissional treinado.
  2. Bibliotecário habilitado em competências para ministrar treinamentos para usuários. Como fazer, implantação do serviço de competências e treinamentos para competência informacional.
  3. Assistente Social. Como fazer, estabelecer parcerias com poder público para disponibilizar profissional.
  4. Técnico em TIC. Como: Profissional para atender demandas de usuários e da UI.
  5. Web Designer. Como: profissional para implantação de soluções de atendimento online.

 

  • Recursos de Atendimento / Interface com usuário
  1. Pesquisa, Reserva e Renovação no WebSite. Como: implantar sistema de automação com pesquisa no WebSite..
  2. Auto atendimento no empréstimo, renovação e devolução. Como: implantação de sistema RFID integrado ao  Sistema de Automação de Biblioteca.
  3. Divulgação de obras via catálogo OPAC. Como: integrar banco de dados do sistema de automação com  WordPress / Scriblio.
  4. RSS e Feeds de notícias. Como fazer, realizar DSI via email dos usuários cadastrados .
  5. Atendimento no Balcão. Como fazer, atender os usários com bibliotecários e auxiliares capacitados.

  • Recursos de Acessibilidade
  1. Áudio Livros. Como fazer, disponibilizar áudio livros para os deficientes visuais.
  2. Profissionais habilitados em Libras. Como: Profissionais treinados em libras.
  3. Impressora em braile
  4. Rampas de acesso.
  5. Livros em Braile.

 

Referências

NOGUEIRA, Duda. Start ED – Projeto Duda Library – Demonstração. Disponível em: <https://youtu.be/bo6VyzSUN5Q&gt;. Acesso em: 24 abr. 2016.

 

 

Maristela couto rosa/grupo 5

interfacerecursos humanosAcessibilidade.png

ATIVIDADE 2

Recursos de Software / Aplicações

Biblioshop

Interface web acessível multi navegadores (Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome)

Interface GTK para balconista

Permissões de acesso, alteração de senha pelo operador

Atualização em tempo real na base de dados (inclusão, exclusão, modificação)

Aviso ao usuário: carta de aviso de proximidade de devolução automática por e-mail

Acesso remoto do sistema pelo bibliotecário operador

Transações do usuário: com senha de acesso (pelo próprio usuário)

Atualizar endereço, efetuar empréstimo, ver empréstimo, ver histórico, renovar empréstimo, solicitar reserva, solicitar fotocópia, etc

Recursos de Hardware / Equipamentos

Scanner,

Digitalização de pequenos trechos de materiais

 Disponíveis no acervo da Biblioteca,

 Na modalidade de autosserviço.

A digitalização será permitida nos termos

da Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 – Lei do Direito Autoral.

 

Recursos de Hardware / Equipamentos

Scanner,

Digitalização de pequenos trechos de materiais

 Disponíveis no acervo da Biblioteca,

 Na modalidade de autosserviço.

A digitalização será permitida nos termos

da Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 – Lei do Direito Autoral.

 

Recursos de Dados / Armazenamento

 

Usabilidade do Software pergamum

Interface intuitiva

Catálogos on-line, possibilitando a utilização de diversos recursos por vários usuários ao mesmo tempo

Facilidade de navegar

Possibilita acesso a outras bases de dados (linck externo)

Envia email informando da devolução de material

Pesquisa avançada

Pesquisa gral

Pesquisa Acessibilidade

Vários Idioma

Recursos Humanos / Atores

Acessibilidade

Recurso de transcrição de textos em Braille

Elevador,

Audi livro, livros em Braille,

Digitalização e/ou Conversão de Materiais Bibliográficos em formatos acessíveis,

Orientação à Pesquisa Bibliográfica para Usuários com Deficiência Visual,

Treinamentos de uso das bases de dados on-line do Portal,

Recursos de atendimento /Interface com usuário.

Interface intuitiva

Com interação entre usuário

A interface deve ser projetada com base na facilidade do uso,

Orientar o usuário, implementação dos recursos de ajuda;

Recursos apropriados às diferenças entre os usuários,

Aviso frequentes, que o usuário pode utilizam o sistema todos os dias,

Atendimento personalizado interagindo com o sistema da maneira mais rápida,

Interface que ofereçam maiores orientações.

 

Recursos de Acessibilidade

Elevador,

Profissional para auxiliar o deficiente

Audi livro, livros em Braille,

Digitalização e/ou Conversão de Materiais Bibliográficos em formatos acessíveis,

Orientação à Pesquisa Bibliográfica para Usuários com Deficiência Visual,

Treinamentos de uso das bases de dados on-line do Portal,

Referencia:

Universidade do Rio grande do sul. Disponível em  ://www.ufrgs.br/bibicbs/noticias/scanner-de-acesso-ao-usuario-e-novidade-na-biblioteca-do-icbs-1.Acessado24Abril2016.

Grupo 5 – Rocelle

Este Post é Referente  a 2ª Etapa

1 Atividade do dia 27 de abril de 2016

 

biblioteca online

 

Exemplificar no mínimo 5 situações de aplicação de usabilidade (dizer como seria feito) para cada uma das dimensões abaixo, num contexto de uma U.I.:

biblivre

Fonte: Site Biblivre

 

  1. Recursos de Software / Aplicações

Facilidades

  • Pode ser baixado por qualquer pessoa sem custo
  • Instalado no computador o usuário tem a total liberdade de executar o programa e de adaptá-lo às necessidades locais da unidade de informação, já que o seu código-fonte é acessível para atualização e aperfeiçoamento do sistema.
  • O BIBLIVRE necessita de um sistema operacional Windows, Linux, Unix ou compatível. Sendo o Windows XP, Vista, Seven ou Superior.

Dificuldades

  • O BIBLIVRE funciona simultaneamente com outros programas. Todavia, se muitos programas estiverem abertos ao mesmo tempo pode ocorrer lentidão de processamento.
  • Não é possível instalar o BibLivre no Windows ME, 98SE, 98 ou anteriores, pois são incompatíveis.

 

  1. Recursos de Hardware / Equipamentos.

Facilidades

  • Leitura feita por um computador através da internet.
  • Os requisitos mínimos de hardware para obter um desempenho razoável são: Processador Intel Pentium IV 1.4MHz ou equivalente;
  • Memória RAM de 1 Gbytes.
  • Acesso pelo desktop.

Dificuldade

  • É preciso instalar uma “base Biblivre” para cada biblioteca instalada no servidor,
  • O que pode, dependendo do número de bibliotecas e do hardware utilizado, causar possíveis sobrecargas ao mesmo.

 

  1. Recursos de Dados / Armazenamento

Facilidades

  • O Biblivre 3 e 4, guarda tudo na base de dados Postgresql, que fica no computador, portanto, o backup que ele oferece, deve ser guardado em pendrive ou no e-mail.
  • A requisição de uma obra é feita a partir da guia Requisição, selecionando o botão novo e preenchendo o formulário.
  • Para recuperar uma requisição, pode ser feita uma busca pelo número da requisição, por requerente, data da requisição, autor da obra, título, ou por requisições pendentes, atendidas ou ainda ambas e ela pode ser excluída, alterada ou apenas visualizada.

Dificuldade

  • Aqui há outro inconveniente, os registros são armazenados em formato marc em uma única coluna por registro, e não em colunas como em um banco de dados relacional comum.
  • Isto dificulta muito as consultas, pois todas as informações ficam no mesmo campo, com diversos caracteres que não são interpretados por qualquer linguagem e por isto necessitam de decodificação para separar os dados.

biblivreIII

 

  1. Recursos Humanos / Atores

Facilidade

  • É recomendado que tivesse um profissional experiente, para utilização do Biblivre e que os profissionais sejam capacitados para a utilização do mesmo.
  • Podemos criar classes de usuários no Biblivre, ou seja, aquele que irá frequentar a nossa biblioteca ou fazer parte dela (por exemplo, um funcionário).
  • É necessário fazer um cadastro para utilizar o software.link de ajuda
  • O Operador será um usuário especial, com o qual você poderá fazer diversas operações importantes. Ele não será o administrador, mas terá possibilidade de realizar muitas operações significativas. Observe que aparecem dois botões: Editar e Excluir. Se você pressionar Excluir, excluirá o usuário. Se você pressionar Editar, surgirá o quadro abaixo para você realizar edições:

 

Modo de Edição do Usuário

mododeedição

 

Dificuldades

  • Os pontos negativos evidenciados dizem respeito aos requisitos técnicos e operacionais não sugeridos via manual ou site
  • E o desconhecimento por parte dos profissionais quando se deseja disponibilizar a base de dados online.

 

  1. Recursos de Atendimento / Interface com o Usuário (Biblivre)

Facilidades

  • Sistema não é muito complexo e faz com que qualquer pessoa possa compartilhar seus próprios textos, músicas, imagens e filmes.
  • Interface simples: diferentes materiais podem ser catalogados nas bases bibliográficas (livro, panfleto, tese, periódico, artigo de periódico, manuscrito, iconográfico, cartográfico, audiovisual, música (som), partitura, legível por computador, objeto 3D);
  • Possibilita ler e imprimir obras que estão em domínio público;
  • A interface de usuário do sistema PMB (OPAC) atrelado ao protocolo Z39.50, possibilita a fácil navegação na busca do item do qual o usuário necessita.

Dificuldades

  • Reclamação de um cliente usuário: Foi criado um registro e gerado um novo exemplar usando o botão de mesmo nome na aba Registro, no entanto, a quantidade de registro se manteve em 109, não sendo ampliada para 110. Dessa vez não foi usada a caixa de diálogo “Exemplares Automáticos”.

 

  1. Recursos de Acessibilidade
  • O usuário tem a total liberdade de executar o programa e de adaptá-lo às necessidades locais da unidade de informação, já que o seu código-fonte é acessível para atualização e aperfeiçoamento do sistema.
  • Então de forma a resolver essa situação, na página oficial do Biblivre na internet tem o fórum que é direcionado aos usuários para oferecer sugestões na melhoria do software, assim como para contatar a equipe desenvolvedora sobre os problemas apresentados na sua instalação, dentre outros, que envolvem questões de acessibilidade, considerados de maior complexidade para o usuário.
  • Fácil acessibilidade e entendimento, além de fornecer ajuda ao catalogador, permite criar categorias e subcategorias, mantendo sempre um bom nível de informação sobre o item (validado sempre de acordo com as necessidades e os parâmetros definidos na política de catalogação), além de facilitar a identificação física dos itens.
  • A característica principal de um software livre, a acessibilidade do seu código-fonte, permitindo assim sua personalização.

 

 

Referência:

ALAUZO, Jorge Luiz Cativo; SILVA, Danielle Lima; FERNANDES, Tatiana Brandão. Funcionalidades de um software livre de automação de bibliotecas: uma avaliação do Biblivre. 2014. Disponível em: <http://racin.arquivologiauepb.com.br/edicoes/v2_n2/racin_v2_n2_artigo02.pdf&gt;. Acesso em: 24 abr. 2016.

BIBLIVRE. CIDbiblivre Atividade acadêmica: Atividade acadêmica. 2014. Disponível em: <https://cidbiblivre.wordpress.com/page/2/&gt;. Acesso em: 24 abr. 2016.

BIBLIVRE, Explora. Explora Biblivre. 2015. Disponível em: <http://explorablivre.blogspot.com.br/2015_05_01_archive.html&gt;. Acesso em: 24 abr. 2016.

BIBLIVRE. Pré-requisitos. 2014. Disponível em: <http://biblivre.org.br/index.php/sobre-biblivre/o-programa/pre-requisitos&gt;. Acesso em: 24 abr. 2016.

BIBLIVRE. Relatórios e Exemplares. 2014. Disponível em: <http://www.biblivre.org.br/forum/viewtopic.php?f=9&t=2473&gt;. Acesso em: 24 abr. 2016.

(SABIN), Sociedade dos Amigos da Biblioteca Nacional. Biblivre um novo conceito eManualm automação de bibliotecas: biblivre versão 4.0. Disponível em: <ile:///C:/Users/REGUINALDT/Desktop/Manual_Biblivre_4.1.0 (1).pdf>. Acesso em: 24 abr. 2016.

SANTOS, Monique Araujo dos. O Processo de automação da Biblioteca do Laboratório de Hidrogênio através da seleção do software Biblivre 3.0. 2014. Disponível em: <http://www.biblivre.org.br/download/TCC-O_PROCESSO_DE_AUTOMAÇÃO_DA_BIBLIOTECA.pdf&gt;. Acesso em: 24 abr. 2016.

 

Grupo 4 – Tatiane

Este post se refere à atividade para o dia 27 de abril.

2016-04-27

Recursos de Software / Aplicações

Word  Facilidade de aprendizado, tornando o documento produtivo e consequentemente tendo aumento na sua satisfação.

Navegador  Facilidade de aprendizado, permite os usuários a navegar pelas páginas da Internet.

Power point Com um layout ótimo e semelhante ao Word, o usuário tem facilidade de aprendizado.

E-mail – Com facilidade de aprendizado e memorabilidade. Porém o envio para seu destino demora muito.

Pergamum – Auxilia na rotina dos principais procedimentos realizados pela biblioteca, como busca, circulação e processamento técnico. Facilitando a rotina.

 

 Recursos de Hardware / Equipamentos

Smartphone – Facilidade de aprendizado, pratico em utilizá-lo.  Memorabilidade, reconhece nossas ações na maioria das vezes. Eficiência de uso, auxilia em praticamente tudo, conseguimos criar, Controlar, Interagir, adquirir conhecimento e nos distrair.

Tablet – Eficiência de uso, podendo ler algo, obter informações e se distrair.

Scanner – Com eficiência no uso, as digitalizações podem ser encaminhadas por USB, SMB ou por e-mail, agilidade no processo.  Porém possui frequência de erro, na opção por e-mail não envia o documento.

Computador – Com memorabilidade e eficiência de uso. Onde utilizamos para fazer a maioria das nossas atividades, tanto no trabalho, nos estudos e distração.

Impressora – Com eficiência de uso, imprimi os documentos que o usuário deseja utilizar.

 

 Recursos de Dados / Armazenamento

Pen drive – Além da facilidade de aprendizado e de locomoção é um recurso com eficiência de uso onde podemos armazenar vários documentos.

HD – Um recurso semelhante ao Pen drive, mas com uma capacidade de armazenamento bem maior.

Nuvem – Usabilidade ótima, armazenamento com eficiência aumentando a produtividade.

Base de Dados – Armazena um conjunto de dados ou informações. Para obter ou recuperar dados e adquirir conhecimento.

CD – Facilidade de uso, porem sua forma física influencia podendo ter frequência de erro.

 

Recursos Humanos / Atores

Usuário – Usufrui dos recursos, é com eles que efetuam a medição da qualidade da experiência, com o objetivo da satisfação.

Designer Gráfico – Design da interface dos softwares, visando um layout rico.

Bibliotecário – Responsável para auxiliar os usuários nos recursos, e o próprio utiliza alguns recursos da UI.

Programador – Responsável pela programação do software desejada.

Analista de sistemas – Construir o software, identifica os requisitos para atender as necessidades do cliente/usuário.

 

– Recursos de Atendimento / Interface com o Usuário

Terminal de Consulta – Recurso para facilitar a recuperação do acervo, porém o tempo de resposta não ajuda.

Site da UI – O usuário consegui informações do acervo, visualizar a localização horário de funcionamento da UI.

Redes Sociais – Para interagir com a UI.

Sistema Empréstimo – Para fazer a renovação com autonomia.

Máquina de autoatendimento – Objetivo de proporcionar autonomia aos usuários.

– Recursos de Acessibilidade

Display Brailler – Com eficiência para pessoas cegas, a imagem disponível na tela é transformada em informação auditiva.

Tradutor Google – Layout simples e possui frequência de erro, não disponibiliza na maioria das vezes uma tradução correta.

Tutoriais para Navegação – Usabilidade boa, onde usuários conseguem aprender a usabilidade do recurso.

Sintetizador de voz  Layout simples que transforma texto em voz artificial, ajudando deficientes visuais e portadores de baixa visão.

Profissionais Habilitados – Treinados e preparados para atender usuários deficientes.

 

Referência

LUMENS CONSULTORIA. Testes de Usabilidade. São Paulo, [20–]. Disponível em: <http://http://www.lumensconsultoria.com.br/servicos/testes-de-usabilidade/>. Acesso em: 27 abr. 2016.