Grupo 5 – Maristela Couto Rosa

Este post se refere à atividade para o dia 30 de março.

 

1-Como você define uma Unidade de Informação

Unidade de informação é um ambiente tanto físico quanto virtual onde usuários buscam conhecimentos, realizam pesquisa e realizam a troca de experiência entre   grupos de usuários.

Exemplos de Unidades de informação :Bibliotecas e Museus.

 

2 – Exemplifique serviços essenciais de uma UI (aqueles que se forem retirados descaracterizam a UI).

As funcionalidades essenciais da biblioteca:

Atendimento aos usuários: pois sem este os usuários ficariam perdidos e sem saber onde estariam as informações.

Empréstimos: sem este não se teria controle de saída dos livros

Devolução: sem este não teriam controle do que ainda se tem na biblioteca.

 

 

3 – Como se estruturam Sistemas de Informação numa UI?

A estrutura vai depender de onde está localizada a unidade de informação, verificar suas necessidades, para atender um público alvo que frequenta a Unidade de informação. Mas basicamente pode ser estruturado em um conjunto de elementos que se relacionam para atingir um objetivo os quais seriam a coleta (entrada), manipulação (processo) e disseminação(saída) de informações.

 

 

Referências

Silva, Patrícia Maria: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM BIBLIOTECAS: O COMPORTAMENTO DOS USUÁRIOS E BIBLIOTECÁRIOS FRENTE ÀS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO. Disponível em: http://www.sbu.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/376/254 – Acesso em: 28/03/2016

Grupo 3 – Vitória

Este post se refere à atividade para o dia 30 de março.

Como você define uma Unidade de Informação (UI)? Exemplifique.Quais os serviços essenciais de uma UI (aqueles que se forem retirados descaracterizam a UI).

Defino uma Unidade de Informação como uma instituição social sem fins lucrativos, cuja característica como unidade de negócio é a prestação de serviços, para os indivíduos e a sociedade, onde a informação é reunida, tratada e armazenada. Trata-se de um organismo em crescimento, trabalhando com a aquisição, processamento e disseminação da informação, que se resume em catálogos físicos ou automatizados, empréstimos, consulta ao acervo, serviços de referência, pesquisa orientada, educação de usuário e entretenimento. Estes serviços são prestamos por exemplo nas bibliotecas, centros de documentação e informação, arquivos, museus, bando de dados, base de dados e centro de análise da informação, sendo que a prestação de serviço onde o principal é o de garantir acesso à informação, podem ser de forma tangível (produtos impressos), ou intangível (prestação de serviços personalizados, pessoais, e hoje, cada vez mais, de forma virtual – em linha, pela Internet).

Como se estruturam Sistemas de Informação numa UI?

Um sistema de informação numa Unidade de Informação está estruturada em Hardware e Software que são os recursos computacionais, a Rede, para que haja troca de informação e comunicação entre os recursos, o Banco de Dados, onde as informações são armazenadas e o pessoal do gerenciamento da informação, que são os recursos humanos, que dão suporte a organização. Precisa-se do conjunto para que o sistema como um todo posa funcionar em harmonia, separadamente, ou sem algum dos componentes o sistema para.

CHAGAS, Magda Teixeira. Unidades de Informação. Florianópolis: Magda Teixeira Chagas, 2015. Color

GODOY VIEIRA, Angel Freddy. Sistemas de Informação. Florianópolis: Angel Freddy Godoy Vieira, 2015. Color

 

Grupo 4 – Tatiane

Este post se refere à atividade para o dia 30 de março.

Como você define uma Unidade de Informação (UI): Unidades de Informação são locais que prestam serviços, tendo fins lucrativos ou não. Essas Unidades de Informação desenvolvem uma política de organização do seu acervo, com isso obtém sua principal função que é disseminar a informação, isto é, intermediam informações para os usuários, visando suprir as suas necessidades informacionais. Alguns exemplos são: arquivos, bibliotecas tradicionais (ou especializada), bibliotecas digitais, centros de documentação, centro de análises de informação, mapotecas, videotecas e museus.

Exemplifique serviços essenciais de uma UI: Um bom atendimento e um sistema de recuperação de informação são serviços essenciais para uma Unidade de Informação. Além disso, as informações devem ser de confiança, relevantes e atuais. A Unidade deve ser liderada por um profissional qualificado que deve estar à frente de todo o processo técnico (classificação, indexação e catalogação, serviços de referência) e na organização das informações que serão disponibilizadas de acordo com o interesse do público a que se destina.

Como se estruturam Sistemas de Informação numa UI? O sistema de informação é estruturado em alguns casos com métodos Manuais e outros computadorizado (e a maioria das vezes utilizando os dois modos) para coletar, processar, armazenar e disseminar dados e informações para os usuários. Além disso, tem um mecanismo de retroalimentação. Oferecem serviços de formas: impressos (dicionários, enciclopédias, monografias, manuais, documentos tridimensionais, almanaques, atlas, jornais, revistas, mapas, cartazes, manuscritos,). Personalizados (filmes, discos, CDs, fitas, VHS, DVDs, BDs, fotografias, telas e microfilmes). E virtual (bancos de dados PDF/DOC). Nesta atual década as unidades de informação estão transformando seus ambientes. Cada vez mais utilizando a forma virtual (internet). Ou seja, para suprir as necessidades dos atuais usuários da unidade de informação é “obrigada” a disponibilizar seus serviços por meio virtual, onde eles conseguem acessar informações a qualquer momento, entre eles, pesquisas cientificas, livros, periódicos, etc.

 

Grupo 6 – Adriana De Martino

Este post se refere à atividade para o dia 30 de março.

1.Como você define uma Unidade de Informação (UI)? Exemplifique.

Resposta: Segundo Vieira (2014), O papel das unidades informacionais/bibliotecas está diretamente ligado às maiores fontes de riquezas atuais, ou seja, ao conhecimento, que deve ser administrado por profissional que tenha subsídios técnicos e informacionais, e que possibilite sua organização física, e formas de encontrá-la, em meios híbridos com extrema eficiência e com eficácia, principalmente no momento de sua recuperação.

A biblioteconomia estuda o funcionamento, a administração e manutenção de diversas unidades de informação, tais como: bibliotecas (escolares, universitárias, particulares, especializadas) e cedoc´c (centros de documentação). Toda unidade de informação deve ser liderada por um profissional qualificado, o bibliotecário, que deve estar a frente de todo o processo de seleção, aquisição, classificação e organização das informações que serão disponibilizadas de acordo com o interesse do público a que se destina.

2. Exemplifique serviços essenciais de uma UI/ Unidade de Informação (aqueles que se forem retirados descaracterizam a UI). 

Resposta: Segundo Barbosa,  o gerente dos serviços e sistemas de informação tem de prover e gerenciar os meios para o funcionamento da organização, tais como definir políticas e administrar:  Pessoal, Recursos financeiros, Recursos materiais, Espaço físico e instalações, Atividades de desenvolvimento de coleções, Atividades de processamento técnico, Serviço de referência (atendimento ao usuário, disseminação da informação)”.

– Tarefas nas Unidades de Informação:  

  • Coleta/Aquisição do acervo/coleções, quando se trata de Biblioteca; ou documentação/acervo, quando se trata de Arquivo.
  • Processamento ou Tratamento técnico da documentação.
  • Registro/Controle
  • Organização/Ordenamento
  • Disseminação/Difusão

– Técnicas e Tecnologias nas Unidades de Informação:  A realização destas tarefas exigem a aplicação de;

  • Técnicas: procedimentos para seleção e aquisição, catalogação, classificação, indexação e disseminação, no caso de bibliotecas; coleta, classificação, descrição, ordenamento e arranjo e difusão, no caso de arquivo.
  • Tecnologias: sistemas informatizados de gerenciamento de acervos/coleções de bibliotecas e documentação arquivística; soluções de tecnologias da informação e da comunicação em geral.

 3. Como se estruturam Sistemas de  Informação numa UI? 

Resposta: Segundo Barbosa, a estruturas das Unidades de Informação:

– As Bibliotecas, Arquivos, Centros de Documentação têm uma estrutura singular/apropriada ao cumprimento de suas funções/tarefas.

– As bibliotecas estruturam-se tomando como base os procedimentos essenciais/pilares da biblioteconomia e, em geral, são minimamente estruturadas em:

  • Divisão/Sessão/ou Setor de Formação e Desenvolvimento de Coleções/ou de Aquisição.
  • Divisão/Sessão/ou Setor de Processamento/ou Tratamento técnico da Coleção.
  • Divisão/Sessão/ou Setor de Atendimento ao Usuário (Referência, Empréstimo, Divulgação em Geral do acervo e dos serviços-fins da biblioteca)
  • Gerência de todo os processos anteriormente citados, inclusive os administrativos, como pessoal, financeiro e de atividades auxiliares.

– Os serviços de Aquisição e de Processamento Técnico são chamados de Serviços-meios e os de Atendimento ao usuário são chamados de Serviços-fins.

Visão sistêmica das unidades de informação

Sistema:         entrada   >    processamento  >  saída

ENTRADA > (Informações dos usuários / aquisição dos recursos informacionais )

PROCESSOS > (tratamento da informação)

SAÍDA > (atendimento ao usuário)

AMBIENTE > (interno e externo/usuários/sociedade)

HOMEOSTASE > (equilíbrio)

RETROALIMENTAÇÃO > (manutenção do sistema)

ENTROPIA > (envelhecimento natural)

INFRAESTRUTURA > (financeira, física, tecnológica, pessoal)

LIMITES > (legais, competências, etc)

Fonte: VIEIRA, Ronaldo. Introdução à teoria Geral da Biblioteconomia. Rio de Janeiro: Interciência, 2014. 237 p.

Referencias:

VIEIRA, Ronaldo. Introdução à teoria Geral da Biblioteconomia. Rio de Janeiro: Interciência, 2014. 231-237 p.

CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia: a enciclopédia livre. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Unidades_de_informa%C3%A7%C3%A3o&gt; Acesso em: 30 mar 2016.

BARBOSA, Marilene Lobo Abreu. Uma visão da biblioteca como organização.  Disponível em: <  http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:mOoeNviB6VUJ:www.irc.embaixadaamericana.org.br/download/Marilene.ppt+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br> Acesso em: 30 mar 2016.

Grupo -3 Joselaine Titon Falchetti

Este post é referente a atividade para dia 30 de março.

 

  1. Como você define uma Unidade de Informação (UI)? Exemplifique.

Unidades de Informação são organizações sociais sem fins lucrativos, cuja característica como unidade de negócio é a prestação de serviços, para os indivíduos e a sociedade, de forma tangível (produtos impressos) ou de forma intangível (prestação de serviços personalizados, pessoais, de forma virtual, pela internet.) Exemplos: Bancos de Dados; Bases de Dados; Bibliotecas; Centros de Documentação; Centros de Informação; Arquivos; Centros de Análise de Informação.

  1. Exemplifique serviços essenciais de uma UI (aqueles que se forem retirados descaracterizam a UI).

Serviços essenciais de uma unidade de informação como, por exemplo, uma biblioteca é: Catálogo informatizado; Consulta local; Empréstimo domiciliar de livros, mapas, fitas de vídeo, DVDs, slides, fitas cassete, disquetes e CD-ROM; E-mail de alerta sobre vencimento de prazos e renovação de empréstimo; Pesquisa em base de dados locais; Pesquisa na internet; Guarda de pertences através de autosserviço; Acesso a rede wireless; Programa de visitas orientadas; Treinamento para o uso das bases de dados.

  1. Como se estruturam Sistemas de Informação numa UI?

Silva (2003 apud Pereira & Fonseca, 1997, p. 241) define sistemas de informação descrevendo que: “são mecanismos de apoio à gestão, desenvolvidos com base na tecnologia da informação e como suporte da informática para atuar como condutores das informações que visam facilitar, agilizar e aperfeiçoar o processo decisório nas organizações”. Portanto, sistemas de informação tem a intenção de auxiliar os usuários na recuperação da informação. Sendo que, a maioria das unidades de informação estrutura-se de recursos computacionais, utilizando recursos de hardwares, softwares, redes de comunicação, base de dados e gerenciamento qualificado.

REFERÊNCIAS

 

CORMIER, Patricia Marie Jeanne. ARAÚJO JÚNIOR, Rogério Henrique de. TARAPANOFF, Kira. Sociedade da informação e inteligência em unidades de informação. Ci. Inf., Brasília, v. 29, n. 3, p. 91-100, set./dez. 2000. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ci/v29n3/a09v29n3.pdf>. Acesso em: 28 de mar de 2016.

SILVA, Patricia Regina Domingos da. Sistemas de informações sua estrutura e gerenciamento. 2003. 45 f. Monografia (Especialização) – Curso de Ciências Contábeis, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003. Disponível em: <http://tcc.bu.ufsc.br/Contabeis300671.PDF&gt>. Acesso em: 28 mar. 2016.

Grupo 5 – Rocelle

cin5018

Atividade do dia 30 de março.

Questão 01) Como você define uma Unidade de informação(UI)? Exemplifique.

Unidades de Informação são definidas tradicionalmente como centros sem fins lucrativos, sendo prestadora de serviços e difusora de informação a sociedade em geral. São encontradas informações tanto por meio eletrônico, impresso e até mesmo pessoal. A principal missão de uma UI é a disseminação de informação, conhecimento e preservação do documento, para isso esses espaços contam com serviços e sistemas especializados, afim, da obtenção, seleção e organização da informação adequada, ao perfil do usuário atendido por certa UI. Existem diversas UIs com suas especificidades de informação, porém, com um mesmo objetivo, que é aumentar a eficiência e a precisão na recuperação da informação. Um exemplo de Unidades de Informação são Bibliotecas, Arquivos, Instituições Públicas e Privadas, Serviços ou Redes de Informação, entre outras.

Questão 02) Exemplifique serviços essenciais de uma UI (aqueles que se forem retirados descaracterizam UI).

Os serviços de uma UI podem ser tangíveis, intangíveis ou heterogêneos. A disseminação seletiva da Informação-DSI, atendimento ao usuário, cadastramento do acervo, serviço de referencia, classificação, Indexação, catalogação, empréstimo, serviço de aquisição, são essenciais a UI.

Questão 03) Como se estruturam Sistemas de Informação numa UI?

A estrutura básica de um Sistema de Informação são o dispositivo de entrada que permitem a comunicação do usuário e o computador, sendo alguns hardware como computador, teclado, mouse, câmera, scanner, microfone. Unidade Central do processamento-CPU memoria ou dispositivo de armazenamento e o dispositivo de saída Output que ordena ou descreve toda informação processada pelo computador, como projetor de vídeo, impressora, caixa de som, monitor. Os dispositivos de entrada e saída Imput/Output são capazes de armazenar e transferir dados sendo Pendrives, Impressora multifuncional, Monitor touchscreen.

Com a explosão informacional se teve a necessidade de organizar e controlar toda informação, com isso foi criado sistemas que facilitassem o acesso e recuperação da informação desejada, que antigamente eram feitas manualmente por profissionais, e mesmo assim não atendiam a demanda documental. Atualmente podemos contar com suporte tecnológico de sistemas e serviços de gerenciamento tornando acessível à informação ao usuário, independente do suporte. Por isso a estrutura básica de um sistema de informação Hardware e software são ferramentas importantes em todo processamento técnico, facilitando assim o acesso, recuperação e preservação da informação em médio e curto prazo sendo até mesmo acessível de outros locais.

Referência:

BARBALHO, Celia Regina Simonetti. Padrão de conformidades para unidades de informação: Apresentação do modelo inglês. 1997. Disponível em:<http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/viewFile/1626/1380&gt;. Acesso em: 26 mar. 2016.

DIB, Simone Faury and Silva, Neusa Cardim das. Competências em unidades de informação: metodologia para o desenvolvimento de equipes. Perspect. ciênc. inf., 2009. Disponivel em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362009000200003>. Acesso em: 26 de mar. 2016

DUARTE, Emeide Nóbrega; SILVA, Alzira Karla Araújo da; COSTA, Suzana Queiroga da. Gestão da Informação e do Conhecimento: práticas de empresa “excelente em gestão empresarial” extensivas à unidades de informação. 2007. Disponível em: <http://www.ies.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/viewFile/503/1469&gt;. Acesso em: 26 mar. 2016.

HOLANDA, Cínthia; NASCIMENTO, Amanda. Bibliotecário: gestor das Unidades de Informação. Disponível em: <http://rabci.org/rabci/sites/default/files/Bibliotecario_id.pdf&gt;. Acesso em: 26 mar. 2016.

TARAPANOFF, Kira; ARAðJO JÚNIOR, Rogério Henrique de; CORMIER, Patricia Marie Jeanne. Sociedade da informação e inteligência em unidades de informação. 2000. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ci/v29n3/a09v29n3.pdf&gt;. Acesso em: 26 mar. 2016.

Grupo 4 – Leonardo.

unidades-de-medida-modificada1

Atividade para 30 de Março de 2016.

Unidade de Informação (UI) pode ser definida como organizações privadas ou públicas que  desenvolvem suas atividades com aquisição, processamento, armazenamento e disseminação de informação. Seus trabalhos envolvem serviços, tecnologias e capacidades intrinsecamente ligadas a informação e pessoas.

De acordo com Oliveira (2005), a unidade de informação trata, organiza e realiza a difusão das informações. Considera unidades de informação como base de dados, serviços de informação especializada, centro de informação, telecentro, videotecas, mapotecas, etc. Observa que as unidades de informação possuem três grandes funções:

– Na administração e organização a função gerencial;

– Na seleção, aquisição, catalogação, classificação e indexação a função organizadora; e

– Na referência, empréstimo, orientação, reprografia, extensão e disseminação a função divulgadora.

Já Tarapanoff, Araújo Júnior e Cormier (2000) consideram também os centros e sistemas de informação e de documentação como unidades de informação. Observam que tradicionalmente são organizações sociais, sem fins lucrativos, com a característica comum de prestar serviços a indivíduos e a sociedade.

Menou e Guinchanat (1994) classificam os diversos tipos de unidades de informação pelo ramo da atividade:

– Arquivos, Museus, Bibliotecas e Mediatecas: Conservação e fornecimento de documentos primários;

– Centros e Serviços de Documentação: a descrição de conteúdo dos documentos e sua difusão, bem como a sinalização das informações e das fontes;

– Centros e Serviços de Análise da Informação: resposta a questões pela exploração das informações disponíveis e a sua avaliação e transformação.

As unidades de informação atuam em seu espectro social com a prestação de serviços tangíveis, que segundo Tarapanoff, Araújo Júnior e Cormier (2000), produtos impressos e os serviços intangíveis sendo eles personalizados, pessoais cada vez mais, virtuais e em linha (internet). Considerando uma biblioteca digital como a unidade de informação, que tem por objetivo a disseminação de informações via internet, reconhece-se como serviço essencial um sistema de recuperação de informação prático e eficaz. Na ineficiência do recurso de recuperação, mesmo que o site da biblioteca esteja funcionando e que o conteúdo informacional esteja alocado, seus usuários não terão acesso as informações pesquisadas.

Os sistemas de informação para Robredo (2003), são uma entidade complexa e organizada que capta, armazena, processa, fornece, usa e distribui informação. Observa também que incluem recursos organizacionais relacionados: humanos, tecnológicos e financeiros. Que estes sistemas se estruturam em um conjunto de subsistemas, com menor complexidade,  mantendo as características principais do sistema de informação.

Referências Bibliográficas:

MENOU, Michel; GUINCHAT, Claire. Introdução geral às ciências e técnicas da informação e documentação. Brasília: IBICT, 1994.

DE OLIVEIRA, Marlene. Ciência da informação e biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. Editora UFMG, 2005.

TARAPANOFF, Kira; ARAÚJO JÚNIOR, Rogério Henrique de; CORMIER, Patricia Marie Jeanne. Sociedade da informação e inteligência em unidades de informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 3, p. 91-100, 2000.

ROBREDO, Jaime. Da ciência da informação revisitada: aos sistemas humanos de informação. Brasília: Thesaurus; SSRR Informações, 2003.

Grupo 4 – Izabel

Este post se refere à atividade para o dia 30 de março.

Para Angelo e Ziviani (2011), “Unidades de Informação são empreendimentos sociais, incluindo fatores econômicos, políticos, culturais e educacionais”, cujo objetivo é “disseminar informação precisa e prestar correta assistência ao cliente que necessita dela”. Em outras palavras, Unidade de Informação é uma instituição que tem a responsabilidade de seleção, aquisição, classificação de materiais, bem como a disseminação das informações imprescindíveis para suprir as necessidades informacionais de seus usuários. Porém, nem todas fazem todo o processo, apenas parte dele. Ela deve ser gerida por um profissional qualificado. Alguns exemplos: Bibliotecas; Arquivos; Centro de Documentação; Centro de Análise de Informações; Banco de dados, Bases de Dados; etc.

As Unidades de Informação possuem diversas atividades como catalogação, classificação, indexação, conservação, entre outras. Algumas delas podem ser consideradas essenciais, variando de acordo com o tipo e finalidade da unidade em questão. Dentre elas, destacam-se:

  • Identificar e organizar fontes de informações úteis para os usuários;
  • Garantir acesso às informações, independente do suporte;
  • Dispor de diferentes materiais sobre o mesmo assunto e/ou sobre diversos assuntos;
  • Atendimento personalizado;
  • Desenvolver coleções que atendam ao público alvo;
  • Manter o acervo mais atualizado possível.

Os sistemas de Informação são estruturados por um conjunto de componentes inter-relacionados (pessoas, hardware, software, rede de comunicação e dados) que coletam, processam, armazenam e distribuem informações. A etapa de coleta de dados se chama entrada. Durante o processamento, os dados são transformados em informação e armazenados. Feito isso, acontece a saída, ou seja, a transferência da informação processada para o usuário final. Além disso, os sistemas de informação dispõem de um mecanismo de feedback para se ter um controle e corrigir etapas anteriores. Como as pessoas também fazem parte do sistema, elas necessitam ser orientadas pelos processos e fazer parte do planejamento para a implementação desses sistemas. A falta de atenção para esse aspecto pode causar prejuízos para a organização, pois os sistemas podem ser mal aproveitados ou não serem utilizados, mesmo em perfeito funcionamento.

REFERÊNCIAS

ANGELO, Edna da Silva; ZIVIANI, Fabricio. Marketing informacional em unidades de informação. DataGramaZero, [Rio de Janeiro], v. 12, n. 3, p. 75-92, ago. 2011. Disponível em: <http://www.datagramazero.org.br/ago11/Art_05.htm>. Acesso em: 29 mar. 2016.

Grupo 1 – Silma

Este post se refere a atividade para o dia 30 de março.

UNIDADE DE INFORMAÇÃO  e   SISTEMA DE INFORMAÇÃO

Uma Unidade de Informação é um espaço físico,  palpável, vivo, circulante, que armazena  em suas estantes e prateleiras, livros, Cds, arquivos, DVDs, de forma real e virtual um acervo crescente, que não visa lucro, mas  alimenta as pesquisas dos usuários que por sua vez alimentará mais pesquisas em busca da informação e do resultado desejado.  São vários os tipos de unidades de informação e as mais conhecidas são bibliotecas, arquivos, centros de documentação, museus, que quando servidos e  orientados pelo profissional bibliotecário e demais profissionais conscientes do real valor da informação e da importância da comunicação entre ambos para que sejam detectados falhas e demandas,  em busca de melhor atendimento e serviços de qualidade.

Cito  como exemplo uma Biblioteca  Universitária , que dissemina  o conhecimento à comunidade acadêmica,  assim como a comunidade em geral, onde está inserida. Seu papel é fundamental, fomentando o ensino, pesquisa e extensão. O mundo envolvente dentro de uma unidade de informação vai desde o estudo para aquisição do acervo que atenda a demanda, na forma de compra, doação, permuta, como o registro, indexação, catalogação e enfim, o empréstimo. Uma  Unidade de Informação só tem sentido se houver o usuário que se utilizará do acervo disponibilizado em busca da informação que atenderá o que ele busca. Uma Unidade de Informação pode ser moderna, ter excelente acervo, todos os setores como uma engrenagem perfeita, se não tem o principal elemento; o usuário usufruindo,  se assim não for será informação engavetada e não disseminada.

E as Unidades de Informação com o advento da Internet? Muitos acreditaram que simplesmente os livros  desapareceriam o que constatamos, não aconteceu. O que temos hoje é a mescla entre as duas realidades, a física que ocupa espaço e a virtual que é sem fronteiras. Os sistemas de informação, exemplificando, softwares  como Bibilivre, Pergamum, Sophia, entre outros e  as centenas de opções de hardwares disponíveis no mercado, cabe  a unidade de informação, se estruturar baseada num planejamento adequado à sua realidade. Cabe ainda  ressaltar que a situação financeira limita a expansão, Bastos (1994), sugere que na nossa realidade, para que as unidades de informação possam se modernizar, o fator restritivo não é a tecnologia de informação, e sim os recursos financeiros. O que realmente precisamos não é da automação de velhos e ineficazes sistemas, mas da reestruturação e interligação das nossas instituições.

O que nos reserva o futuro? Não acredito que o toque sutil na tela de um tablet,  ,o gosto por folhear as páginas de um livro, sentir  seu cheiro quando novo, ou histórias que as páginas amareladas pelo tempo, de um livro que talvez tenha ficado anos numa prateleira, tem para contar, acredito sim que o impresso e o eletrônico andarão juntos, se completando, respeitando suas diferenças e similaridades com foco no que realmente importa: atender a necessidade do usuário.

 

 

 

Referências:

 

CUNHA, Murilo Bastos da. As tecnologias de informação e a integração das bibliotecas brasileiras. Ciência da Informação, Brasília, v. 23, n. 2, p. 182-189, maio/ago. 1994.

 LUCAS, Elaine Rosangela de Oliveira; KLEINUBING, Luiza da Silva; SOUZA, Nicole Amboni de. SISTEMA INFORMATIZADO EM UNIDADES DE INFORMAÇÃO: O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO NO SENAI-SC. Snbu, Florianópolis, p.001-014, 2000. Anual.http://www.pergamum.pucpr.br/redepergamum/trabs/ArtigoSNBU.pdf  Acesso em 28/03/2016

http://enancib.ibict.br/index.php/enancib/venancib/paper/viewFile/1885/1026 acesso em 28/03/2016